16 de abril de 2021

Crise ainda assombra e número de cheque pago cai, aponta pesquisa

Pesquisa realizada pela TeleCheque, empresa de concessão de crédito no varejo, a crise financeira continua causando impactos nos orçamentos familiares, o que resultou na queda de 0,85% no número de cheques honrados no mês de março

Pesquisa realizada pela TeleCheque, empresa de concessão de crédito no varejo, a crise financeira continua causando impactos nos orçamentos familiares, o que resultou na queda de 0,85% no número de cheques honrados no mês de março, quando comparado com o mês anterior. No índice Brasil, do total de cheques emitidos, 96,14% representam os cheques honrados. Em relação ao mês de março de 2008, os cheques honrados cresceram 1,08%.
Dentro deste cenário, no ranking por Estado, a Paraíba ficou com a liderança dos cheques honrados com 97,50%. Na sequência estão Mato Grosso (97,25%), Goiás (97,21%), Paraná (97,20%), Santa Catarina (97,11%) e interior de São Paulo (97,10%).
“Diante disso, esse aumento da inadimplência pode ser considerado normal se analisarmos as condições econômicas pela qual o Brasil passa. Muitos trabalhadores perderam o emprego e alguns comerciantes estão com os fluxos de caixa comprometidos pela instabilidade e redução da oferta de crédito do mercado. De agora em diante, a tendência é que os consumidores priorizem gastos de primeira necessidade e controlem os custos”, explicou José Antonio Praxedes Neto, vice-presidente da TeleCheque. A pesquisa revelou ainda que, com o aumento do interesse dos lojistas pelo cheque, eles estão mais atentos na hora de recebê-los, resultando na diminuição significativa da fraude no Brasil.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email