Crescimento da classe C impulsiona demanda no mercado

O contínuo crescimento da classe C manteve a expansão do crédito em maio. De acordo com o relatório de Operações de Crédito do Banco Central, o saldo de operações de crédito do sistema financeiro nacional cresceu 1,6% nesse período.
“Nossa percepção e experiência em concessão de crédito para as camadas populares desde 1990 mostra que o brasileiro não deixará de consumir enquanto a economia estiver em pleno emprego”, avaliou o diretor financeiro da Sorocred, Luiz Carlos do Nascimento.
Estudo da FGV (Fundação Getúlio Vargas, divulgado), apontou que desde 2003, mais de 50 milhões de pessoas migraram das classes D e E para as classes C, B e A. Segundo a FGV, a Classe C, com renda familiar entre R$ 1.200 e R$ 5.174, foi o estrato social que mais cresceu nesse período e reúne atualmente 105,4 milhões, um crescimento de 11,1% nos últimos 21 meses.
A financeira está representada em mais de 47% dos grupos sociais da população brasileira, segundo pesquisa qualitativa Mosaic Serasa Experian com 15.163 de seus dois milhões de clientes.
O relatório de Operações de Crédito apontou que a carteira de financiamento das pessoas físicas avançou 1,7% em maio para R$ 592,8 bilhões. “Assim como o BC, registramos que a procura por produtos como Crédito Pessoal e Financiamento de Veículos manteve-se em destaque”, encerrou Luiz Carlos.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email