Crédito vai alcançar R$ 345 bilhões

Mais de 500 pessoas participaram ontem, pela manhã, da sessão de abertura do C4 – Congresso de Cartões e Crédito ao Consumidor organizado pela Partner Conhecimento, em São Paulo. Na oportunidade, executivos do mercado de serviços financeiros traçaram um cenário de crescimento sustentável para o segmento de cartões e crédito.
Álvaro Musa, sócio diretor da Partner Conhecimento, apresentou perspectivas importantes para mercado de crédito ao consumo para 2012. De acordo com os dados, neste período, o saldo de crédito voltado à pessoa física deverá alcançar o patamar de R$ 345 bilhões, o que representará algo em torno de 12% do PIB. Atualmente, este volume é de pouco mais de R$ 220 bilhões ou 8,7% do PIB.
Para o executivo, dois aspectos serão fundamentais para a expansão: cadastro positivo e educação financeira. “O desafio do mercado é crescer com responsabilidade social. O dinheiro eletrônico cada vez mais está presente na vida dos brasileiros e eles precisam estar orientados sobre os benefícios que o instrumento proporciona”.
Neste aspecto, o vice-presidente de desenvolvimento de negócios da Visa do Brasil, Fernando Castejon, ressaltou a importância da educação financeira e as funcionalidades do portal Finanças Práticas, de orientação para os consumidores. Ele disse que a baixa renda é o público que mais tem proporcionado o desenvolvimento do mercado de cartões de crédito.

“A expectativa é que a Visa encerre o ano de 2007 com 160 milhões de cartões e um volume transacionado da ordem de US$ 60 bilhões, somente no Brasil. Uma fronteira a ser explorada para atingirmos maior crescimento está aliada ao desenvolvimento do cartão como instrumento de financiamento e não somente pagamento”, concluiu.
Também Paulo Isola, diretor-executivo do Bradesco, aposta em um cenário positivo para os próximos anos nos setores de crédito ao consumo e cartões. Na sua visão, as parcerias entre instituições financeiras e varejistas são fundamentais para a expansão. “O Bradesco já contabiliza mais de 20 acordos com o varejo, ofertando cartões para um novo público oriundo das lojas”, disse.
Ele ressaltou que este é um consumidor que chega ao banco com um histórico de pagamento, o que proporciona às instituições financeiras um melhor conhecimento do cliente, o que facilita a concessão de crédito com menor risco. “Atualmente o Bradesco administra mais de 10 milhões de cartões em parceria com varejistas”, concluiu.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email