10 de abril de 2021

Crédito para veículos avança 14% em maio e chega a R$ 166,6 bi

O mercado de crédito para a aquisição de veículos em maio vem seguindo a tendência dos meses anteriores e fechou com crescimento, segundo levantamento da Anef (Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras).

O mercado de crédito para a aquisição de veículos em maio vem seguindo a tendência dos meses anteriores e fechou com crescimento, segundo levantamento da Anef (Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras). As carteiras de CDC (Crédito Direto ao Consumidor) e Leasing para pessoas físicas chegaram a R$ 166,6 bilhões, valor 14% superior ao registrado no mesmo período de 2009. Desse total, R$ 108,3 bilhões correspondem ao CDC, que teve um incremento de 32,4% em 12 meses (R$ 81,8 bilhões) e R$ 58,3 bilhões equivalem à carteira de Leasing, que apresentou uma retração de 9,5% em 12 meses (R$ 64,4 bilhões).
O saldo das carteiras de CDC e Leasing para pessoas físicas corresponde a 5% do PIB (Produto Interno Bruto), 11,1% do total de crédito disponibilizado pelo Sistema Financeiro Nacional e a 33,2% do total do crédito destinado às pessoas físicas.
A taxa média de juros praticada pelas associadas à Anef fechou maio em 1,43% ao mês (18,58% ao ano). Se comparada ao mesmo período do ano passado apresentou queda, pois a taxa estava em 1,55% ao mês (20,27% ao ano). Já em relação a abril de 2010 apresentou elevação, pois a taxa estava em 1,40% ao mês (18,16% ao ano). “O crescimento da taxa de juros em maio já reflete o aumento da Selic anunciado em meados do mês. No entanto, o mercado continua com o seu desempenho positivo, pois há a confiança do consumidor no cenário macroeconômico brasileiro”, afirmou o presidente da Anef, Décio Carbonari de Almeida.
Sobre os planos médios de financiamento, em maio, ficaram em 42 meses ante 40 meses de maio de 2009. Em relação a abril, houve recuo, já que a média estava em 43 meses. Já a taxa de inadimplência acima de 90 dias para as operações de CDC mantém a tendência de queda e atingiu em maio o índice de 3,8% contra 5,3% de igual período de 2009.
O estudo da Anef também mostra a perspectiva para 2010. O objetivo é obter uma elevação entre 10% e 15% em relação ao saldo das carteiras de CDC e Leasing em 2009, atingindo, até o final de 2010, valor entre R$ 173 bilhões e R$ 180 bilhões. “O mercado vem se comportando dentro de uma tendência de crescimento, acompanhando a demanda da indústria automobilística. Dentro deste contexto, o nosso segmento contribui com o escoamento das vendas financiadas de automóveis, oferecendo crédito e condições para o consumidor”, encerrou o presidente da Anef.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email