Crédito deve normalizar nos próximos seis meses

O indicador da Serasa Experian sobre perspectiva do crédito para as empresas avançou 0,8% em setembro, a oitava alta consecutiva, atingindo o patamar de 99,6. Essa proximidade do nível 100 aponta que, num horizonte de seis meses, o volume de concessões reais -deflacionadas pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) de crédito às empresas deverá estar completamente normalizado.
Atualmente, o volume de concessões de crédito às empresas está 7% abaixo do normal, girando na casa dos R$ 93 bilhões por mês, ao passo que a curva da tendência de longo prazo aponta para um volume real mensal da ordem de R$ 100 bilhões.
O crédito às empresas foi atingido pela crise financeira internacional devido ao fechamento das fontes externas de recursos, seja pela impossibilidade de emissões primárias de bônus corporativos no mercado internacional de capitais, seja pelos repasses indiretos via captações da rede bancária doméstica no exterior.
A contração do PIB entre o quarto trimestre de 2008 e o primeiro trimestre deste ano e a elevação da inadimplência no âmbito das empresas também contribuíram para o estreitamento do mercado de crédito das pessoas jurídicas no país.
Com a recuperação dos mercados financeiros internacionais e os primeiros sinais de redução da inadimplência das pessoas jurídicas, a concessão de crédito às empresas está em rota de recuperação daqui até o final do primeiro trimestre de 2010, avalia a Serasa.

Crédito ao Consumidor

O indicador sobre perspectiva do crédito ao consumidor recuou 1,2% em setembro, registrando a terceira queda consecutiva após atingir o pico de 105,9 em junho.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email