CPI da Pandemia ouve relator da CPI da Saúde do Amazonas

A CPI da Pandemia no Senado vai ouvir o deputado estadual do Amazonas Fausto Vieira dos Santos Júnior (PRTB). O depoimento será às 9h desta terça-feira. No ano passado, o parlamentar foi relator da comissão de inquérito instalada na Assembleia Legislativa do Estado que investigou ações do governo estadual nas medidas de enfrentamento à pandemia de coronavírus.

Fausto Junior deve detalhar aos senadores as investigações em âmbito estadual de atos administrativos considerados ilícitos durante a crise sanitária, principalmente na primeira onda de contágios pelo coronavírus.  “A CPI estadual foi instalada em maio do ano passado justamente para investigar fraudes durante a pandemia”, disse o deputado estadual.

Segundo o parlamentar, desde 2020 o governo do Amazonas é alvo de investigações coordenadas pela PF (Polícia Federal) referentes a fraudes em aquisições emergenciais e desvio de recursos públicos destinados para conter a disseminação da Covid-19 na região. “Foram constatados diversos ilícitos envolvendo a alta cúpula do governo estadual, inclusive com a conivência do próprio governador do Estado”, acrescentou. Fausto Silva. 

O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), contesta as afirmações e diz que elas resultam de um complô arquitetado pela oposição para prejudicar a imagem de seu governo. “Jamais negligenciei o enfrentamento à Covid-19. E provo que todas essas medidas de enfrentamento à doença estão muito bem registradas em documentos. Não temo e estou sempre disponível para prestar quaisquer esclarecimentos”, disse Lima.

O requerimento que originou a CPI da Saúde no Amazonas é de autoria do deputado estadual amazonense Péricles Rodrigues do Nascimento (PSL). Ele foi escolhido para presidir os trabalhos. Posteriormente, Fausto Junior assumiu a relatoria da comissão.

O deputado Fausto Júnior foi convidado para depor na comissão a pedido do senador Marcos Rogério (DEM-RO), um ferrenho defensor do governo Jair Bolsonaro (sem partido) durante os trabalhos do colegiado.

Relatório

O deputado Fausto Junior confirmou que levará ao Senado o relatório final da CPI da Saúde no Amazonas. “É o mesmo documento que foi entregue ao Ministério Público Federal, à Polícia Federal e aos tribunais de Contas do Amazonas e da União”, informou o parlamentar.

De acordo com a CPI estadual, após 120 dias de trabalhos, as investigações mostraram que autoridades, servidores públicos e representantes de empresas privadas se associaram com o objetivo de obter vantagens patrimoniais indevidas. Além disso, segundo o senador Marcos Rogério, a comissão teve atuação decisiva e complementar nas linhas de investigação do chamado ‘escândalo dos ventiladores pulmonares’ comprados pelo governo do Amazonas por intermédio de uma loja de vinhos. 

“As irregularidades na aquisição emergencial dos ventiladores pulmonares deflagraram a Operação Sangria da Polícia Federal, que teve início em junho de 2020 e atualmente está na quarta fase das investigações, onde se apuram irregularidades na construção do Hospital de Campanha Nilton Lins, em Manaus”, afirma o senador na justificativa para a convocação de Fausto Junior. 

Inicialmente, Marcos Rogério havia apresentado requerimento de convocação do deputado Péricles Rodrigues, mas, em reunião no dia 18 de junho, o senador pediu que o pedido fosse transformado em convite. A data da audiência com ele ainda será marcada pelo Senado. 

Para o senador, os esclarecimentos dos dois deputados “serão de importância singular para que exponham suas atuações e conhecimentos sobre os fatos relacionados, o que, por si só, justifica a convocação com o objetivo único de restabelecer a verdade”.

Foto/Destaque: Hudson Fonseca/Aleam

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email