Correspondente bancário pode ser opção para melhorar renda

Proprietários de estabelecimentos comerciais que queiram melhorar seu desempenho têm como opção se tornar um correspondente bancário da Caixa Econômica Federal. Além da variedade de serviços oferecidos, o comerciante obtém acréscimo em sua renda, já que o recebimento da tarifa por cada operação transacionada aumenta o faturamento em razão do maior fluxo de pessoas no estabelecimento comercial. No Brasil hoje, existem 5.000 correspondentes bancários credenciados da Caixa. Desses, 88 estão no Amazonas, sendo cerca de 40 em Manaus.
Os comerciantes interessados em credenciar seu estabelecimento devem procurar a gerência regional de canais, na agência da Caixa, situada na avenida Ramos Ferreira, Centro. A instituição financeira estabelece algumas regras para a contratação de seus correspondentes: comercializar gêneros da cesta básica; saúde financeira satisfatória; identificação com o público a ser atendido, ou seja, cidadãos dos programas federais (Bolsa Família, PIS, Seguro Desemprego, INSS); espaço suficiente para o atendimento ao grande fluxo de pessoas que procuram os serviços prestados pelo mesmo.
Segundo informações da assessoria da Caixa, os correspondentes são divididos em duas categorias, o transacional e o negocial. Mercados, mercearias, quitandas e panificadoras são alguns exemplos de estabelecimentos que são transacionais. Outros pontos comerciais ou entidades, como imobiliárias, empresas de contabilidade e associações, são considerados negociais, por possuírem serviços mais específicos, como empréstimos, abertura de contas e planos habitacionais.
O recebimento de contas e boletos bancários faz parte de um conjunto de serviços, típicos de instituições financeiras, autorizados pelo Banco Central, a serem executados por empresas contratadas para este fim, denominadas Correspondentes Bancários. A única restrição imposta pelo Banco Central, que regulariza e fiscaliza a atividade, é que para a empresa se tornar um correspondente, não pode ter como atividade principal a prestação de serviços bancários. Em outras palavras, as instituições financeiras só podem contratar como correspondentes empresas que não explorem como negócio principal, atividades que sejam dessa natureza.
Os serviços oferecidos pelos correspondentes não são diferentes dos das agências convencionais e casas lotéricas. São eles: pagamentos de benefícios sociais do Governo Federal (Bolsa-Escola, Alimentação, Auxílio-Gás e outros); recebimento de contas de concessionárias de serviços públicos; quitação de boletos de cobrança da Caixa, saques e depósitos em conta corrente, poupança e conta Caixa Aqui; pagamentos de benefícios do INSS e outros disponíveis por meio do Cartão do Cidadão e abertura de contas.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email