Copa prejudica produtividade de 85% das empresas

Uma nova pesquisa relacionada à Copa do Mundo feita pela Curriculum com 659 empresas demonstrou que 85% das organizações consideram que houve perda de produtividade nos dias em que o Brasil jogou. Entre as que afirmaram a redução do ritmo de trabalho, 45,5% responderam que isso ocorreu com muita intensidade e 40,1% pouca.
No entanto, 67,4% das firmas ouvidas consideram a baixa de produtividade normal para o dia, enquanto 32,6% afirmam achar superior ao esperado.
Não foram só os jogos do Brasil que afetaram a produção dos colaboradores, pois 44,8% das companhias acreditam que houve perda de produtividade também durante os outros jogos no período do Mundial. Mas a maioria (55,2%) afirma que não.
O questionário também mostrou que mais de dois terços da base (68,3%) liberaram seus funcionários para assistir às partidas fora da empresa, enquanto 31,7% providenciaram que elas fossem vistas dentro do ambiente de trabalho.
Quando questionadas se pensam em mudar sua estratégia e não liberar os funcionários na próxima Copa do Mundo ou em algum outro evento importante, 84,9% responderam que não.
O presidente da Curriculum, Marcelo Abrileri, afirma que os resultados estão dentro do esperado. “Se há uma pausa no trabalho, é claro que há baixa de produtividade. Mas sabemos que este é um momento em que o Brasil todo para. Vale lembrar que, quando a empresa se alinha com os desejos de seus colaboradores, é também muito mais fácil eles se alinharem com os desejos da empresa”, concluiu.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email