Copa continua rendendo lucros

https://www.jcam.com.br/FOTO_27062014 A6.jpg
Comércio aposta no efeito multiplicador da receita gerada pelos turistas durante evento

A Copa do Mundo ainda não acabou para Manaus. Mesmo com a queda nas vendas, o comércio varejista acredita no pós-Copa. De acordo com a FCDL (Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado do Amazonas) o dinheiro que circulou na capital amazonense com o turismo e serviços, durante a primeira fase do Mundial, vai ajudar o comércio local a se desenvolver nos próximos meses.
Segundo o presidente da FCDL, Azury Benzion, uma parte do comércio obteve bons resultados, como alimentos e bebidas, serviços de hospedagem, artesanatos regionais e um pouco de confecções. “O turista consumiu mais, o que era mesmo esperado. Eles não vem para a Copa comprar televisão, nem material de construção, nem carro, ou seja, o comércio varejista todo ficou fora dessa primeira leva de turistas”, disse.
Para Azury alguns setores que tiveram um bom desempenho com o turismo vão acabar consumindo no mercado interno os outros produtos que não ficaram de fora da lista dos turistas. “Um bar que vendeu muito bem cerveja, por exemplo, pode ser que ele queira comprar uma mobília nova ou fazer uma reforma. O dinheiro que circulou na cidade com o turismo vai acabar ajudando o comércio local a se desenvolver”, acredita.
A expectativa do comércio gira em torno do bom resultado do setor de serviços que vão investir o lucro obtido na primeira rodada da Copa para melhorar o próprio negócio e com isso movimentar o varejo. “Eles vão investir o que lucraram no próprio negócio e com isso volta a movimentar o mercado. É assim que funciona, não significa que todos tenham vendido bem. Mas todo o dinheiro que circulou aqui, que veio para Manaus, ele vai ser repassado no comércio”, estimou o presidente da FCDL.
Ainda segundo Azury, de imediato, até o encerramento da Copa ainda existe uma grande chance dos turistas que estão no Brasil virem conhecer Manaus e o Amazonas. “Como o Brasil é a bola da vez e está com milhares de turistas circulando pelo país, não podemos descartar a real possibilidade de que venham famílias inteiras para conhecer o Amazonas”, salientou.
Para o presidente da FCDL, nos próximos meses ainda vai ter turistas visitando Manaus e o Amazonas, aproveitando a viagem para assistir os jogos da Copa. E a posterior as pessoas que ganharam dinheiro durante o período da Copa, gastarem no mercado local”, reiterou.

Objeto de desejo
A Arena da Amazônia sendo devolvida pela FIFA para a cidade, para o Estado, passa a ser um mais ponto turístico internacionalmente reconhecido. “A medida que milhões de pessoas no mundo viram essa arena, acompanhando a transmissão dos jogos, ela vai ser um objeto de desejo de pessoas que venham a conhecer o Amazonas”, frisou.
Azury acredita que a Arena da Amazônia Vivaldo Lima é o legado da Copa no Brasil e vai fazer parte das atrações da cidade assim como o Teatro Amazonas, o Museu do Índio, entre outros pontos turísticos de destaque na capital amazonense. “Ser mostrada por um guia local que com certeza deve ter muita história para contar. O turista vai tirar uma foto na Arena da Amazônia, como acontece em outros países que foram sede da Copa. É importante saber que a Arena já é um ponto turístico pro resto da vida, aqui da nossa cidade”, concluiu.
Escolhida pela FIFA (Federação Internacional de Futebol), Manaus é a cidade-sede com o melhor desempenho nestes primeiros jogos na Copa do Mundo no Brasil. O governador do Amazonas, José Melo, recebeu com muito entusiasmo a notícia dessa avaliação. “A FIFA afirmou que na avaliação feita, até agora, a capital amazonense foi a que melhor se apresentou sob todos os aspectos. Ainda segundo eles, temos a arena mais bonita dessa Copa”, disse Melo.
Para o governador, os bons resultados trarão reflexos ainda mais positivos para o turismo pós-Copa. “O resultado apresentado é fruto do esforço conjunto entre os governos e, principalmente, o povo amazonense, que está dando um exemplo de hospitalidade. O desempenho que Manaus vem apresentado reflexos positivos para o turismo do Estado”, comemorou o professor José Melo.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email