Copa 2014 dinamiza desenvolvimento regional do país, afirma ministro

A Copa do Mundo é um congraçamento universal. Contudo, diz respeito principalmente ao desenvolvimento regional.

Em 2014, um caldeirão esportivo levará progresso para as cinco regiões do Brasil. Nas grandes metrópoles e nos pequenos rincões brasileiros, o turismo ganhará visibilidade internacional, o que fomentará a profissionalização do setor, qualificará a infraestrutura urbana e logística das cidades e consolidará a identidade e cultura nacionais.

De acordo com o ministro do Esporte, Orlando Silva, os 65 destinos indutores do desenvolvimento turístico regional poderão criar polos dinâmicos com ofertas de produtos e serviços de grande importância para as economias locais. “Pela repercussão e dimensão universal do futebol, uma Copa permite irradiar desenvolvimento em regiões turísticas que não sejam sedes, como os 65 destinos do Ministério do Turismo”, afirmou.

Para Silva, a oportunidade histórica transformará a imagem do país e impactará no crescimento do turismo. “Novos atributos serão acrescentados à imagem da nação: competência, organização e desenvolvimento, junto com os valores já consolidados de um povo alegre e receptivo e de um país comprometido com a responsabilidade ambiental. Isso é o que vai nos revelar um novo Brasil”.

Um evento com o peso econômico de uma Copa desafia também a gestão pública brasileira, que enfrentará um projeto esportivo de grande complexidade, com prazos a cumprir. Serviços públicos e privados terão melhorias. “Também formaremos uma rede de arenas de última geração, mais modernas, seguras e confortáveis”, observou o ministro do Esporte.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email