Coordenador admite que número de fiscais é baixo

O coordenador de vistorias da Suframa, Roberval Nascimento, admitiu que o número atual de vistoriadores é insuficiente para atender a demanda atual.

O coordenador de vistorias da Suframa, Roberval Nascimento, admitiu que o número atual de vistoriadores é insuficiente para atender a demanda atual. “A autarquia conta com 11 funcionários responsáveis pela fiscalização de cargas, mas o ideal seria 20 fiscais”, disse o executivo. Segundo ele, hoje, apenas oito pessoas estão desempenhando a função, sendo quatro na liberação de cargas via área e quatro via terrestre no horário das 9h às 15h e das 15h às 21h.
Além disso, Nascimento disse que mais quatro colaboradores da Fucapi (Fundação Centro de Análise, Pesquisa e Inovação Tecnológica) dão apoio, trabalhando na recepção e na conferência de documentos fiscais. Outros dois vistoriadores estão de férias e um deles está dando apoio ao sis­tema de rota de vistorias de veículos.
Roberval Nascimento disse que a ampliação do quadro de pessoal do setor de fiscalização depende da autoridade máxima da autarquia. “Esperamos que com a realização do concurso haja aumento no número de fiscais”, comentou.

Falhas
digitais

Segundo o coordenador, as falhas no sistema digital 6.0 não são de competência da Suframa, mas da Embratel. Outro problema que por vezes dificulta o processo seria a falta de energia, que também não está sob controle do órgão. O executivo comentou que na ausência desses entraves, a fiscalização é feita no mesmo dia. “Realizamos a conferência das vias documentais, vistorias e liberação das primeiras vias aos usuários. Posteriormente, fazemos a autenticação do PIN em aproximadamente 24 horas”, disse Nascimento.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email