Conversor da TV digital gera polêmica

O Ministério das Comunicações reafirmou ontem que o preço do conversor da televisão digital deve ficar em torno de R$ 250. De acordo com a assessoria, a expectativa do ministro Hélio Costa é que o valor caia em poucos meses, com o início das vendas e a concorrência. O ministério informou ainda que algumas empresas já anunciaram que venderão o equipamento por cerca de R$ 200. O presidente da Eletros (Associação da Indústria de Eletroeletrônicos), Lourival Kiçula, disse que não há possibilidade de fabricar um conversor a um preço abaixo de R$ 700. “O valor será na faixa de R$ 700, o que pode significar R$ 799”, assegurou o representante. O argumento da indústria é que não há escala suficiente para reduzir o custo dos componentes. Isso só deve acontecer em alguns anos. Questionada sobre a afirmação do ministério, a Eletros disse, por meio da assessoria, que esse é o preço dos aparelhos com 1.080 linhas de resolução, que permitem a reprodução de imagens em alta definição. Para o ministério, “não tem lógica” o valor estimado pela indústria, já que essas fábricas têm incentivos fiscais para a produção dos aparelhos. A Semp Toshiba, que vai colocar no mercado dois modelos de conversor, diz que só é possível vender ao preço previsto pelo governo com subsídios.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email