15 de maio de 2021

Contra-ataque com criatividade

O mercado sofreu uma chacoalhada esse ano, não é mesmo? E apesar de tecnicamente estarmos vivendo como se as coisas já estivessem normal, pra mim estamos vivendo aquele momento que o barco afunda e quem conseguiu pular foi sugado para dentro d´agua e agora quem conseguiu voltar pra superfície está tentando se manter nadando para não morrer afogado. Uma analogia forte, mas bem realista, porque a gente ainda não sabe realmente o que vai acontecer a partir daqui. Por isso, a única opção que temos nesse momento é se reinventar e procurar saídas para superar a crise financeira agravada pelo vírus. Para abrir sua mente e te fazer enxergar novas possibilidades, o tema da semana é um conjunto de negócios que movimentou 2,64% do PIB total brasileiro em 2015 e, segundo projeção do Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES), deve crescer para 4,16% em 2021.

Você já ouviu falar em economia criativa? De acordo com o Sebrae, a Economia criativa é o conjunto de negócios baseados no capital intelectual e cultural e na criatividade que gera valor econômico. A indústria criativa estimula a geração de renda, cria empregos e produz receitas de exportação, enquanto promove a diversidade cultural e o desenvolvimento humano.

Para que você entenda bem sobre quais atividades eu estou falando, na economia criativa você encontra profissionais de artesanato em geral, pintura, escultura, fotografia e antiguidades), músicos, teatro, dança, ópera, circo, marionetes, cinema, televisão, rádio e outras transmissões, design de interior e gráfico, moda, jóia, brinquedos), a chamada nova mídia (softwares, videogames e conteúdo criativo digitalizado); e os “serviços criativos”, como o arquitetônico, a publicidade, os culturais e os recreativos, entre outros. Segundo dados do SEBRAE o setor tem mais de dois milhões de empresas e gera R$ 110 bilhões equivalente a 2,7% do Produto Interno Bruto (PIB) total produzido no país. A cifra chega a R$ 735 bilhões, se considerada a produção de toda a cadeia, equivalendo a 18% do PIB nacional em 2015. No período de 1997 a 2014, o BNDES investiu R$ 3,18 bilhões no setor de economia criativa através do Departamento de Economia da Cultura do banco.

Economia criativa na prática

Agora que você já sabe o que é economia criativa, vamos trazer o conceito para a vida real. Se você sofreu as consequências do alto índice de desemprego pós-pandemia e por um acaso se considera uma pessoa criativa, que tal fazer uma pesquisa mais profunda sobre algumas dessas ideias de negócios e descobrir pelo menos o que o google tem pra te dizer sobre elas. Você pode descobrir algo que ama fazer e ainda ganhar uma grana extra com seu talento.

1. Estúdio de Arte:

Se você tem talento para pintura e desenho, esse tipo de negócio em casa é perfeito. Mais do que nunca, o amor à arte está em ascensão. Hoje em dia, as pessoas estão dispostas a gastar um bom dinheiro em arte que acreditam ser única e impressionante. Por esse motivo, entrar nesse tipo de negócio em casa é uma ótima opção. Você pode tanto criar seu próprio produto como pode, de repente, montar uma pequena galeria (inclusive em sites ou Instagram) para artistas iniciantes e cobrar um percentual por essa “venda”.

2. Fabricação de Joias:

Para quem é criativo e gosta de moda, especialmente acessórios, considere investir nessa área. Ser criativo nesse campo é a forma mais certeira de alcançar o sucesso. Os joalheiros usam diferentes materiais para fabricar seus produtos, pesquise sobre a área e pense nas pessoas que você conhece que são clientes em potencial, é mais uma área que o WhatsApp e a loja Instagram pode funcionar muito bem para alavancar as vendas.

3. Fabricação de cartões, agendas e planners:

Se você gosta de dar presentes, tem criatividade e gosta do estilo handmade esse tipo de negócio pode ser algo que você provavelmente vai amar fazer. Você pode começar rapidamente, criando alguns modelos, colocando as ideias pra funcionar e postando nas suas redes sociais, sem gastar muito dinheiro e com o modelo de negócio personalizado, feito por encomenda. Pesquise sobre o assunto, pode ser algo super legal de fazer que pode servir perfeitamente para presentear pessoas queridos com um charme único.

4. Trabalho em madeira:

Se você é bom em esculpir madeira ou em construir objetos usando madeira, esta é uma ótima opção para um negócio em casa. O setor é muito lucrativo e há muitas coisas que você pode fazer com a madeira. Algumas coisas que você pode considerar fazer são brinquedos ou móveis para crianças. Apesar de ser um mercado muito bem habitado, móveis em pallets estão sendo uma ótima opção de estilo e conscientização. Vale a pena algumas perguntas ao google e profissionais da área.

5. Saboaria Artesanal:

Um negócio que poder ser muito rentável, e continuará promissor nos próximos anos, principalmente pela crescente adesão das pessoas aos produtos artesanais. E se você tem talento para o ramo, o resultado virá em forma produtos feitos com um maior cuidado, lindos e de qualidade superior. A saboaria artesanal é hoje uma atividade perfeita para quem deseja trabalhar em casa fazendo o que gosta e sonha em iniciar sua própria linha de produtos.

6. Fabricação de velas:

As velas são utilizadas há mais de 2.000 anos e ainda são muito procuradas. Eles são usados em todo o mundo por razões religiosas ou em residências. Você terá um negócio muito bem-sucedido se fizer velas perfumadas e formas diferentes, pois esses tipos de velas são muito populares.

7. Tricô e crochê:

Você pode fazer muita coisa o com tricô. Existem opções como fazer cachecóis, casacos de malha, suéteres, toalhas de mesa, biquínis, tapetes, etc. Não há um custo inicial elevado nesse tipo de negócio; portanto, se você estiver com um orçamento limitado, talvez seja uma boa opção para você considerar.

Essas são algumas opções simples e de baixo custo para iniciar. Não tenha medo de experimentar coisas novas. Não há regras para empreender na sua criatividade, mas ao criar seu próprio negócio, certifique-se de vender produtos que você se diverte e sabe fazer com qualidade. Eles podem te ajudar a lucrar bastante e sair da crise com um trabalho muito mais prazeroso que o anterior. 

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email