Contas devem ser pagas mesmo com greve

A pessoa que possui contas a vencer e que as receberiam nos próximos dias pelos Correios devem procurar os credores para obter outra forma de pagamento. Segundo o Procon (Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor), o fato da ECT (Empresa de Correios e Telégrafos) estar em greve não significa que o cliente pode pagar seus débitos após o vencimento.
A orientação é para que o consumidor entre em contato com a empresa e solicite outra forma de pagamento -segunda via por e-mail ou fax, por exemplo. O cliente só fica isento de pagar na data caso a empresa não disponibilize outra forma de pagamento -o que deve ser documentado de alguma forma pelo consumidor para ser válido.
Em outras greves dos Correios que tiveram longa duração, as concessionárias informavam o não-pagamento de multa em caso de atraso. Porém, as empresas não são obrigadas a tomar esta atitude.
Este problema não ocorrerá em alguns casos isolados. Em São Paulo, por exemplo, a Eletropaulo -distribuidora de energia da cidade- e a Sabesp -distribuidora de água- fazem entrega própria dos boletos.
Já a Telefônica informou que as contas são mandadas com 20 dias de antecedência, o que teoricamente a tira deste problema. Mesmo assim, a empresa informa que é possível obter a segunda via através de seu site na internet ou da Central de Relacionamento por telefone (10315).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email