Consumidor está confiante, avalia setor

A pesquisa mais recente do IFpeam (Instituto Fecomércio de Pesquisas Empresariais), realizada no mês de setembro mostrou que 43,5% dos consumidores estão dispostos a gastar entre R$ 51 e R$ 100 com o presente do Dia das Crianças. O mesmo levantamento aponta que 48,5% dos entrevistados ganha entre um e dois salários mínimos por mês -de R$ 465 a R$ 930. Para as lideranças do comércio, os números indicam que os consumidores estão menos cautelosos com relação aos gastos excessivos em tempos de crise.
O objetivo da pesquisa é identificar a intenção de compra em um determinado mês e avaliar o impacto no comércio varejista da capital, informa a assessoria de imprensa da Fecomércio/AM (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Amazonas). O levantamento de dados foi realizado em todas as zonas da cidade junto a 400 consumidores de maneira aleatória, abrangendo todas as classes sociais.
De acordo com o economista responsável pela pesquisa, José Fernando Silva, a visão que as pessoas com poder de compra têm sobre a crise está mais otimista. Os números do estudo indicam que 30,7% dos consumidores entrevistados acreditam que a situação financeira atual de suas famílias estava melhor em setembro deste ano em comparação ao mesmo período de 2008.

Condição financeira

“A confiança que as pessoas depositam na economia local e brasileira assegura que elas pretendem gastar mais a partir de agora. As compras avantajadas prometidas neste Dias das Crianças são o primeiro sinal de um bom resultado para este ano”, avaliou Silva. Para o especialista em comércio varejista, a condição financeira atual é um sinal claro de que a crise, pelo menos no comércio manauense, já passou e a partir de agora os empresários só terão a comemorar os índices de crescimento.
A mesma pesquisa informa, no entanto, que para 74,5% dos consumidores, conseguir um novo emprego continuou mais difícil em setembro de 2009 quando comparado com a situação do mesmo período do ano passado. Já em relação aos preços dos produtos, 85,2% dos consumidores ouvidos consideraram que os valores cobrados no próximo mês estarão melhores no decorrer de outubro.
O presidente da Fecomércio/AM, Roberto Tadros, disse estar otimista quanto ao desempenho das vendas de Natal considerando os números crescentes da pesquisa do Dia das Crianças. O representante ponderou que a intenção dos consumidores em presentear suas crianças com produtos de até R$ 100 configura que a comercialização de presentes no período natalino será superior em 10% sobre os resultados do ano passado.
“Não temos dúvidas quanto ao aumento do volume de negócios para este Dia das Crianças e mais ainda para o Natal. As constantes promoções e a injeção do décimo terceiro salário da iniciativa privada a partir deste mês vão impulsionar a venda de presentes característicos dessas épocas festivas”, garantiu Tadros.

ACA projeta aumento de 25% nas vendas no Natal

Pela análise da ACA (Associação Comercial do Amazonas), as vendas natalinas deste ano irão superar em 25% as do ano passado. “A associação busca sempre orientar os empresários para que eles continuem as promoções até o final de dezembro e facilitem o acesso ao crédito utilizando crediário próprio, por exemplo, para diminuir os empecilhos financeiros para os clientes”, afirmou o presidente da entidade, Gaitano Antonaccio.
Na pesquisa do IFpem, o Centro ainda figura como local preferido para compras. O economista José Fernando Silva disse que isso ocorre desde o início do levantamento e explicou que a maior oferta de produtos, a variedade de lojas e a possibilidade de barganha de preço inclinam as pessoas a se dirigem à área para fazer suas compras.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email