3 de julho de 2022
Prancheta 2@3x (1)

Consultor independente, o desafio

Gestão e Carreira

Na última semana, tivemos grande demanda de empresas para retrabalho, ou seja trabalhos realizados e não finalizados conforme o acordado com as organizações. Observei que o nicho dessa demanda foi de empresas de médio para grande porte. Motivo pelo qual resolvi relatar a atividade de consultor independente. O consultor independente consiste em alguns pontos para o bom desempenho no trabalho, hoje vamos relatar alguns pontos fundamentais para sair de executivo para consultor de sucesso. O ponto mais importante é realmente falta de reserva financeira, já que quando executivo o profissional possuía uma remuneração que cobria os custos fixos pessoais e como consultor independente o profissional tem o desafio de produzir o suficiente para manter o padrão construído ao longo de sua carreira como executivo. Destaco em seguida alguns pontos a serem observados.

Home office – Quando o executivo migra para área de consultoria independente precisa ficar atento aos custos, para reduzir as despesas deve criar um home office (escritório em casa) para se livrar do custo com aluguel de um escritório convencional, reduzindo inicialmente os custos fixos. Já os custos fixos variáveis são as despesas que ocorrem mediante o faturamento, podem ser maiores ou menores diante do faturamento e os principais custos variáveis estão diretamente vinculados aos impostos, ISS, Imposto de Renda, comissões ou pró-labore e etc.

Mercado alvo – Normalmente, o consultor independente inicia em empresas de médio passando para grande porte, nessa fase as empresas em busca de redução de custos na contratação de consultorias aceitam o novo consultor, porém correm um grande risco no resultado a ser entregue, já que muitas vezes esse consultor não possui uma empresa constituída e não poderá fornecer nota, por outro lado não vai gerar custos com impostos. Destaco agora alguns pontos que as empresas de médio porte devem observar na contratação de consultores independentes conforme seguem.

Nicho de mercado – a empresa contratante deve possuir a habilidade para identificar o nicho de mercado do consultor, para não incorrer no fato de o consultor tentar absorver as diversas áreas de conhecimento ao mesmo tempo.

Vários chefes – ser consultor é ter em mente que encontrará pela frente muitos chefes, por exemplo, se uma empresa possui três ou quatro sócios, isso significa que você vai ter três ou quatro chefes em uma mesma empresa.

Atualizações – é normal encontrar consultores acomodados e que não buscam atualizações e conhecimentos, não fazem cursos, não fazem investimentos no capital intelectual e ficam estagnados tecnicamente.

Incerteza na remuneração – antes a remuneração estava assegurada ao final de cada mês como executivo, e como consultor independente sua remuneração ou ganhos dependem de seu sucesso nas vendas e, portanto uma habilidade necessária à posição. O consultor independente pode ganhar muito em um determinado mês e no próximo poderá não ganhar nada.

Estrutura – no início tudo é muito difícil e aquela estrutura de multinacional com secretarias, office-boys e outros atributos não existirá e possivelmente poderá causar certo estresse, não haverá assistentes para organização dos papéis, contratos, planilhas e etc. também no início provavelmente não haverá um sistema para suporte ao trabalho.

Referências – a construção do trabalho independente é muito árdua, afinal qualquer empresa que venha a contratar um consultor que não esteja por trás de uma consultoria, uma marca estabelecida, vai solicitar referências de trabalhos já realizados, cases de sucesso nome de empresas e executivos onde o consultor independente prestou serviço trata-se de condição básica na contratação de serviços desse tipo.
Penso que a explanação aqui realizada por ser de grande valia para os executivos e profissionais que pretendem migrar em sua transição de carreira para consultoria independente, por outro lado também serve para que as empresas possam avaliar a contr

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email