Conheça o mercado antes de agir

O mercado de negócios está cada vez mais concorrido, devido ao que as empresas vêm investindo em qualificação e busca de recursos, e instável, por conta das oscilações econômicas que acabam por prejudicar a realização de planos e cumprimento de metas. Por essas razões, torna-se imprescindível encontrar alternativas estratégicas para alcançar soluções satisfatórias e viáveis, que tragam resultados a curto, médio e longo prazo. Mas de que forma trabalhar para conseguir esses objetivos?
Uma ferramenta bastante interessante que pode ser utilizada com esse propósito é a Análise SWOT, que consiste no estudo do cenário em que uma corporação atua. Esse tipo de medida é de fundamental importância para se iniciar qualquer projeto, porque nos permite conhecer os fatores favoráveis e desfavoráveis que o mercado apresenta. É preciso tomar decisões e colocar em prática as ideias, no entanto, tudo deve ser feito com cautelas e preparação adequada. Falo isso porque é muito comum encontrarmos casos de pessoas que arquitetam bons planos, mas acabam pecando na realização dos mesmos por ansiedade ou falta de estudo do contexto em que estão envolvidas.
SWOT é uma sigla em inglês, que quer dizer: Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças. A análise desses itens se divide em ambiente interno (forças e fraquezas) e externo (oportunidades e ameaças). A partir dessa divisão, é possível estabelecer aquilo que é de responsabilidade da empresa, como pontos fortes e fracos, e aquilo que é uma antecipação do futuro, ou seja, o que se pode traçar a respeito de possibilidades positivas ou negativas.
Sugiro que se trabalhe com o que é concreto e com o que está ao nosso alcance, isto é, com o Ambiente Interno, em que as forças e fraquezas dependem exclusivamente dos esforços da empresa. Portanto, durante a análise, os pontos fortes podem ser ressaltados ainda mais e, por outro lado, os fracos devem receber estímulos e impulsos para se recuperarem a tempo, evitando uma queda brusca de rendimento.
Paralelamente ao desenvolvimento da, digamos, “tarefa de casa”, é essencial que se verifique regularmente o ambiente externo da empresa, aquilo que está fora seu controle, mas que é extremamente relevante para os resultados desejados. Vamos a um exemplo prático: a crise financeira atinge o setor empresarial e dificulta a disponibilidade de recursos. Diante dessa situação de ameaça, é possível encontrar saídas alternativas, como investir em projetos de qualidade, mas que não se desenvolvem por não receberem oportunidades, ou simplesmente por não terem sido notados, fato comum quando estamos direcionados a seguir apenas uma visão. Em momentos come esse, expanda suas ideias e fuja do lugar-comum, dos clichês e das tendências.
Todas as ideias e projetos devem ser testados, caso contrário, não passaram de meras ilusões. Por isso, sugiro planejamentos como a Análise SWOT, que procura auxiliar no desenvolvimento de ações.
Qualifique a si próprio e sua equipe para acumular conquistas e chegar ao topo!

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email