Confiança do consumidor sobe para 127 pontos em setembro

O Índice Nacional de Confiança ACSP/Ipsos, elaborado pela Ipsos Public Affairs para a ACSP (Associação Comercial de São Paulo), revela que a confiança do consumidor brasileiro registrou aumento de um ponto, passando de 126 em agosto para 127 pontos em setembro deste ano.
O índice, considerado otimista, é inferior ao medido há um ano, quando estava em 138 pontos.

A região Sul obteve destaque na pesquisa, deixando a área de pessimismo com 97 pontos em agosto para 111 pontos em setembro. Enquanto o INC estiver abaixo de cem pontos será considerado pessimista.

Em seguida, aparecem as regiões Norte/Centro-Oeste, que registraram alta de 11 pontos, passando de 119 em agosto para 130 em setembro. As demais regiões apresentaram ligeira queda.

Na região Nordeste o INC caiu de 125 pontos para 121 e na região Sudeste, de 138 para 135 pontos em relação a agosto deste ano.

Para o presidente da ACSP, Alencar Burti, a desaceleração da massa salarial auxiliou a instabilidade financeira dos brasileiros, mas não prejudicou a compra de bens como os eletrodomésticos.

Chuvas favorecem

“O crescimento do INC na região Sul ocorreu por conta das chuvas em setembro, que favoreceram os agronegócios. A extensão dos prazos de pagamento e a facilidade para a aquisição de eletrodomésticos refletiram a estabilidade do INC”, analisou.

O INC também mostra boa situação para o mercado de eletrodomésticos, onde 47% dos entrevistados disseram ser mais favoráveis a estas aquisições, contra 26% que responderam ser menos favoráveis. Em relação às compras de imóveis e automóveis, a situação inverte-se, apontando 35% de respostas menos favoráveis contra 33% mais favoráveis.

O Índice Nacional de Confiança ACSP/Ipsos mostra que 41% dos consumidores de todo o país acreditam que a situação financeira pessoal está ruim, contra 34% que estimam o contrário.

A confiança na manutenção do emprego permaneceu em 40% pelo terceiro mês consecutivo e a falta da confiança na segurança do emprego registrou uma leve alta de um ponto, passando de 26% para 27% na comparação com o mês anterior.

O INC resulta de mil entrevistas realizadas em 70 cidades, o que inclui nove regiões metropolitanas brasileiras. A margem de erro é de três pontos percentuais com um intervalo de confiança de 95%. A pesquisa completa está disponível no site .com.br/pesquisa_inc/inc_out07.pdf.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email