14 de abril de 2021

Confiança do consumidor fecha 2009 com recorde

O ICC (Índice de Confiança do Consumidor), medido pela Fecomercio/SP (Federação do Comércio do Estado de São Paulo), fechou o ano de 2009 em um patamar recorde

O ICC (Índice de Confiança do Consumidor), medido pela Fecomercio/SP (Federação do Comércio do Estado de São Paulo), fechou o ano de 2009 em um patamar recorde. Em dezembro do ano passado, o índice atingiu 155,2 pontos, com alta de 1,3% em relação a novembro e de 22,2% em comparação com igual mês de 2008.
De acordo com a entidade, o recorde é fruto da melhoria do emprego e da renda, mas também de uma base de comparação fraca de 2008, quando o humor dos consumidores foi fortemente afetado pela crise internacional. Em dezembro de 2008, o ICC registrou 127 pontos.
No segundo semestre de 2009, o indicador apresentava tendência de recuperação gradual da confiança do consumidor abalada pela crise. Excluindo os meses de agosto, quando ficou estável, e de novembro, com queda de 0,7%, o índice apresentou resultados positivos em todos os outros meses do segundo semestre.
Segundo a Fecomercio/SP, a combinação da melhoria do emprego e da renda com as ações anticrise do governo foi fator fundamental para sustentar o crescimento da confiança.
O ICC é composto por dois subíndices: o ICEA (Índice de Condições Econômicas Atuais) e o IEC (Índice de Expectativa ao Consumidor). O ICEA, que determina a percepção dos consumidores no curto prazo, teve alta em dezembro de 2009 de 4,1%, chegando a 149,7 pontos.
O Índice de Expectativa do Consumidor, que determina a percepção dos consumidores em relação ao médio e longo prazos, no entanto, registrou pequena queda de 0,3% em dezembro, atingindo 158,9 pontos.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email