Confiança da indústria cai 1,1%

O ICI (Índice de Confiança da Indústria) recuou 1,1% entre outubro e novembro, ao passar de 114 para 112,7 pontos, considerando-se os dados com ajuste sazonal, de acordo com a pesquisa divulgada hoje pela FGV

O ICI (Índice de Confiança da Indústria) recuou 1,1% entre outubro e novembro, ao passar de 114 para 112,7 pontos, considerando-se os dados com ajuste sazonal, de acordo com a pesquisa divulgada hoje pela FGV (Fundação Getúlio Vargas).
Após avançar em setembro e outubro, o índice volta a se distanciar do recorde do ano, atingido em março passado, de 116,5 pontos. O índice deste mês é o menor desde novembro do ano passado (109,6 pontos). Naquela ocasião, as expectativas em relação aos meses seguintes eram mais favoráveis que agora, e as avaliações sobre o momento presente eram piores.
O ISA (Índice da Situação Atual) recuou 0,3%, para 114,7 pontos, enquanto o Índice de Expectativas diminuiu em maior magnitude (1,9%), para 110,7 pontos, o mesmo nível de agosto de 2010. O quesito que mede o grau de satisfação com o ambiente atual dos negócios foi o que mais contribuiu para a redução do ISA entre outubro e novembro, ao cair de 125,5 para 122,9 pontos, o menor desde janeiro deste ano (123,5). A parcela de empresas que consideram a situação dos negócios como boa elevou-se de 32,7% para 35,9%; a proporção das que a avaliam como fraca aumentou de 7,2% para 13%.
As perspectivas dos empresários industriais em relação à evolução do ambiente dos negócios nos seis meses seguintes tornaram-se menos otimistas em novembro. Das 1.192 empresas consultadas, 51,7% preveem melhora da situação dos negócios no semestre novembro-abril de 2011 e 3,6%, piora. Em outubro, estes percentuais haviam sido de 59,7% e 4%, respectivamente.
O Nuci (Nível de Utilização da Capacidade Instalada da indústria) reduziu-se, entre outubro e novembro, de 85,2% para 84,5%, o menor nível desde março de 2010 (84,3%).
Com o resultado, a média do trimestre setembro-novembro baixou para 84,9%, após 5 meses seguidos em que o Nuci médio trimestral oscilava no intervalo entre 85,0% e 85,2%.

Indústria em SP aumenta 0,5%

A atividade na indústria paulista apresentou leve alta em outubro, aponta pesquisa divulgada hoje pela Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) e pelo Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo). O INA (Indicador de Nível de Atividade) registrou alta de 0,5% no mês passado ante setembro, na série com ajuste sazonal. Sem a correção, houve queda de 0,1%. Na comparação com outubro do ano passado, o indicador registrou aumento de 3,3%. A alta já chega a 11% no acumulado do ano e a 10,8% em 12 meses. O nível de utilização da capacidade instalada, que mede o uso de máquinas e equipamentos nas indústrias, ficou em 84,3% no mês passado, ante 82,6% registrado em setembro e 83,2% contabilizado no mesmo mês de 2009, considerando os dados sem ajuste sazonal.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email