O ex-deputado federal Pedro Henry (PP), primeiro condenado do mensalão a receber autorização para trabalhar fora da cadeia, entrou com dois novos pedidos para reduzir ainda mais seu tempo atrás das grades: quer um segundo emprego, aos domingos, e voltar à universidade.
No caso do segundo emprego, foi mencionado o fato de Henry ser funcionário público estadual concursado desde a década de 1980. “Ele apenas se licenciou da função para atuar na política. Já temos uma autorização do IML (Instituto Médico Legal) [onde ele trabalharia]. Falta apenas o aval da Justiça”, disse à reportagem o advogado Décio Arantes, que assina os pedidos.
Os requerimentos foram apresentados na semana passada e serão analisados pelo juiz da 2ª Vara Criminal.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email