Como Vietnã salvou vidas contra Covid-19 (Parte 3)

O artigo apresenta como a comunicação ajudou o governo do Vietnã a salvar vidas durante a pandemia Covid-19.

Para os autores La et al. <https://www.mdpi.com/2071-1050/12/7/2931> até inicio de abril/20, o Governo Vietnamita publicou 173 instruções oficiais, guias, planos, despachos, políticas, classificadas da seguinte forma: medidas de prevenção contra as fake news (10 ações), medidas de avaliação da prevenção (5 ações), avaliação da ameaça (4 ações), educação (15 ações), resposta emergencial (30 ações), guias e planos (10 ações), inovação (uma ação), controle do mercado (18 ações), anúncio de fundo nacional (uma ação), anúncio da pandemia em nível nacional (uma ação), ações preventivas (35), surto acabou (uma), reconhecimento (uma), anúncio de distância social (uma), apoio ao cidadão (16) e restrições às viagens (24).

A imprensa teve papel fundamental no combate à covid-19. Por exemplo, bem antes do primeiro caso ser registrado, notícias sobre uma estranha pneumonia na China foram divulgadas no início de jan/20 em pelo menos 5 veículos de comunicação, tais como o Tuêi Tr´, Thanh Niên, Quân ëi Nhân Dân, incluindo dois meios de comunicação do governo: o Báo Chính phõ (Portal oficial – chinhphu.vn); e o Sùc Khäe và íi Sèng (Ministério de Saúde e Vida – suckhoedoisong.vn).

De acordo com um artigo do dia 09/01/20, publicado pelo Centro de Operação Emergencial da Saúde Pública <https://bit.ly/3iCDpa9> do Ministério de Saúde e Vida, os especialistas em saúde pública tinham a expectativa de alto risco de um surto no Vietnã por conta do feriado do Novo Ano Chinês e as seguintes medidas foram anunciadas: a) em estreita coordenação com a OMS e as organizações internacionais, monitorar de perto e atualizar regularmente as informações da situação da doença; b) comunicar de forma clara os cidadãos, especialmente os de área de risco epidêmicos, aconselhando-as para evitar que fiquem confusas e preocupadas; c) aumentar a vigilância nas fronteiras; d) manter a operação do Centro de Operação Emergencial da Saúde Pública em parceria com quatro Institutos de Higiene e Epidemiologia; e) planejar medidas de prevenção e controle.

Após estas primeiras notícias, entre 09/01 a 04/04/20, 14 jornais virtuais publicaram cerca de 15000 artigos que ajudaram consideravelmente a aumentar o nível de conhecimento e consciência pública sobre a pandemia.

Em termos de mídia social, cerca de quase 58% da população usa Facebook e o app Zalo (cem milhões de usuários). Além do governo e da imprensa, iniciativas individuais envolvendo artistas e youtubers também contribuíram positivamente nas redes sociais, como por exemplo, o dançarino Quang Dang viralizou após criar e disseminar a música “Ghen Co Vy”, a qual passa mensagem divertida sobre lavar as mãos. Outros artistas famosos também são reconhecidos por suas doações aos hospitais. Porém, há um outro lado negativo do uso das redes sociais, especialmente por conta da disseminação das fake news, razão pela qual o governo adotou medidas rígidas para combatê-las, uma delas é a aplicação de uma multa que pode variar entre US$ 430 e US$ 860, o que representa de 3 a 6 meses de salário básico no Vietnã.

Outra forma de comunicação apontada pelos autores La et al.(2020) como essencial para o combate à Covid-19 é o jornalismo científico por conta de fornecer informações mais confiáveis para a população.

Os jornais científicos obtiveram e divulgaram informações vindas dos hospitais e de pesquisadores. Por exemplo, até final de março, quatro artigos científicos foram publicados por pesquisadores vietnamitas, o primeiro (20/01/20) no jornal The New England Journal of Medicine, o segundo (04/03/20) no Jornal The Lancet Infectious Diseases, o terceiro (16/03/20) no Jornal MedRxiv e o quarto (25/03/20) no Jornal Economics Bulletin.

Em 03/04/20, a Universidade Nacional de Economia do Vietnã publicou um relatório com o título “Assessment of COVID-19 impacts on the economy and policy recommendations”, o qual foi fortemente divulgado pela imprensa para a população. Além disso, vários cientistas têm publicado nas suas redes sociais pesquisas ou informações atualizadas para deixar a comunidade informada. Por exemplo, um Professor Associado da Universidade John Hopkins que atua em Hanoi, Dr. Tran Xuan Bach <https://www.facebook.com/mrbiti>, tem atraído a atenção de centenas de seguidores ao publicar informações científicas e relevantes em sua rede social. Além disso, entrevistas com pesquisadores e doutores são feitas ao vivo nas redes sociais, o que ajuda a desmistificar boatos ou teorias conspiratórias, como por exemplo, de que o atual Covid-19 é fruto de experimento laboratorial feito na China.

Em termos científicos, pesquisadores do Vietnã foram capazes de desenvolver kit com testes que permitem diagnosticar a doença em apenas uma hora, o kit segue as recomendações técnicas da OMS e também do US Center for Disease Control and Prevention Standards.

Outro ponto interessante de comunicação entre os governos do Vietnã e a população, é o antigo sistema (vem desde a 2a guerra mundial) de auto-falante instalado em várias comunidades do país, este foi um dos primeiros canais de comunicação acionados no início de jan/20. Neste artigo de Dang <https://bit.ly/2BEsjBb> o leitor fica sabendo que este sistema opera duas vezes ao dia nas comunidades para deixar a população atualizada sobre as medidas contra a pandemia, uma mensagem bem cedo pela manhã e outra no final da tarde, dependendo da comunidade onde funciona. Em comunidades rurais, com dificuldade de infraestrutura, o sistema de auto-falante é móvel, com uso de motocicletas. É um sistema de comunicação que já está instalado no país, de baixo custo, fácil e eficaz.

Apesar do país ter poucos recursos, várias soluções de baixo custo foram desenvolvidas, há também soluções tecnológicas tais como: a) o Chat Bot Vietnam JSC <https://botbanhang.vn/>; b) o site <https://corona.kompa.ai/> que dá um baile no site do Ministério de Saúde Brasileiro, com informações detalhadas sobre a situação da covid19 no país; c) a câmara móvel de desinfecção <https://bit.ly/2BPdgV3>; d) a plataforma de sistema remoto de exame médico <https://bit.ly/3gBTr2w> e outras soluções que mais adiante serão divulgadas em artigo científico e em rede social do autor.

Finalmente, o Vietnã aprendeu com o passado a priorizar a saúde da população, sua gestão pública agiu com rapidez, liderança, integração com parceiros, explorou os vários meios de comunicação, e deu apoio aos cuidados clínicos, sistema de saúde, empresas e trabalhadores.

*Prof. Dr. Jonas G. da Silva – Prof. da Eng. de Produção da UFAM. Atualmente, pesquisador visitante do Instituto de Pesquisa em Inovação da Escola de Negócios da Universidade de Manchester (RU). E-mail: [email protected]

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email