Antes de tomar qualquer decisão na vida, precisamos verificar alguns detalhes, que parecem não ser importantes, mas que fazem toda a diferença para uma boa tomada de decisão. Antes de qualquer coisa, verifique se a decisão que você está prestes a tomar, está de acordo com seus princípios e valores, caso contrário, o resultado poderá ser desastroso no futuro.

Acalmar

Algumas vezes em nossas vidas nos deparamos com decisões a serem tomadas. Qual carreira seguir? Comprar um carro? Casa ou apartamento? Casar agora? Fechar este negócio? Entrar nesta sociedade? Aceitar este emprego?

Estes são alguns exemplos dos constantes momentos de decisão que passamos na vida e para fazermos sempre a coisa certa, o primeiro passo é nos acalmarmos. Tomar decisões em ansiedade é muito perigoso. É provado cientificamente que em situações de stress o ser humano não age corretamente, principalmente se estiver fechando um negócio. Um exemplo claro são os famosos golpes da “baluda”, onde pessoas que se julgam até espertas, chegam a entregar dinheiro em troca de bilhete premiado ou coisa parecida. E não diga que isto não pode acontecer com você, pois depende da situação. Os “bandidos” sabem exatamente que você fica vulnerável quando está ansioso. 

Isso já nos traz uma grande lição: nunca sejamos precipitados ao tomar uma decisão, e se alguém estiver nos exigindo pressa, precisamos ser mais fortes. O preço da precipitação é alto e sempre nos é difícil pagar, por isso, antes de qualquer decisão, lembre-se: acalmar!

Aconselhar-se

Tomar uma decisão sozinho é dar um tiro no escuro. 

Ouvir conselhos é uma arte, pois muitas vezes o que ouvimos vai contra o que pensamos, ou seja, vai contra o que o nosso coração está dizendo. Mas lembre-se, o coração é enganoso, não devemos confiar nele. Diminuiriam muito algumas burradas se bons conselhos fossem ouvidos. 

As outras pessoas podem ver aspectos que nós não estamos vendo. Coloque uma coisa na cabeça: conselhos são bons sim! É mentira que se conselho fosse bom se vendia e não se dava. Mas não procure pessoas menos inteligentes e sábias que você, nem conte seu dilema para pessoas que não tem discernimento. Não ouça conselhos de quem vive quebrando a cara.

Agir e suportar as consequências

Agir, e agir corretamente, pois as consequências das nossas decisões serão arcadas por nós mesmos. Nós somos responsáveis por nós mesmos e prestaremos contas de tudo o que fizermos e de todas as nossas decisões, certas e erradas. Por isso devemos agir corretamente e devemos estar preparados para o que der e vier.

Mesmo boas decisões podem trazer alguns problemas ou dificuldades, mas devemos estar preparados para vencê-las. Os físicos descobriram uma lei da criação: toda ação gera uma reação. Podemos parafrasear assim: Toda decisão gera uma consequência. Mesmo seguindo todos os passos anteriores, é possível que nós tomemos as decisões erradas, por nossa própria vontade e muitas vezes ignorando conselhos. Fiquemos cientes então que qualquer decisão errada que tomamos nos trará consequências e assim deveremos conviver com elas. Saiba que as consequências vão acompanhar você e você deve suportá-las. Se fizer o certo, as consequências serão positivas. 

Lembre-se de que quando fazemos o certo, coisas boas acontecem.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email