Comitiva elogia andamento de obras

O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, o secretário-executivo do Ministério do Esporte, Luis Fernandes, e o membro do Conselho de Administração do Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo da Fifa Brasil 2014, ex-jogador Ronaldo Nazário, na tarde de ontem (28), visitaram a sede do governo do Amazonas e a obra da Arena da Amazônia, estádio onde vão ocorrer os jogos do Mundial na sede Manaus, acompanhados pelo vice-governador José Melo de Oliveira, da secretária de Estado da Juventude, Desporto e Lazer (Sejel), Alessandra Campelo, e do secretário da Seplan (Secretaria de Estado de Planejamento e Desenvolvimento Econômico), Airton Ângelo Claudino, e demais membros da comitiva estadual.
O coordenador da UGP Copa (Unidade Gestora do Projeto Copa), Miguel Capobiango Neto, disse que a visita ocorre em um momento em que a obra da Arena da Amazônia entra em uma nova fase. “Superamos recentemente todos os questionamentos dos órgãos de controle e a arena agora entrará em um ritmo mais intenso até o final do ano”, declarou. Também destacou que a construtora Andrade Gutierrez, que é responsável pela obra, já começou a fazer as fundações que vão suportar a estrutura da cobertura e da fachada. “Estamos trabalhando para que até o final do ano comece a chegar a Manaus as primeiras peças desta cobertura”, informou o coordenador, acrescentando que o estádio está 44% construído.
A comitiva da Fifa, COL e Ministério do Esporte conheceram de perto o avanço da Arena da Amazônia e um pouco do projeto do governo do Estado para a Copa de 2014. “As visitas são muito importantes, não só para conferir in loco o avanço nos estádios e na infraestrutura em geral, mas também para ter condições de debater nossa missão conjunta com os representantes das cidades-sede e seus Estados, já que são eles que proporcionarão o campo de jogo para as seleções e suas torcidas. E, começar por Manaus foi uma escolha pessoal por ainda não conhecer o Amazonas e esta seria uma boa oportunidade. Quanto às obras tenho a convicção de que estão cumprindo o cronograma estabelecido pela Fifa”, afirmou Jérôme Valcke.
Ronaldo, o Fenômeno, respondeu para o Jornal do Commercio, sobre sua contribuição para a Copa de 2014 e como será utilizado este legado arquitetônico. Ele disse que a arena não foi construída apenas para abrigar jogos de futebol, mas também para abrigar shows musicais e eventos culturais, e afirmou que a responsabilidade pelo dinamismo do novo estádio é exclusiva do governo do Estado. “Eu gostaria de jogar nesta arena, seria realmente um sonho eu poder jogar a Copa do Mundo no meu país, mas eu sei que eu não posso, e como representante do COL eu estou dando minha contribuição. Eu acho que com um estádio deste é uma oportunidade gigantesca de fazer uma programação internacional não só com futebol, mas com grandes shows e artistas que poderão vir e ter nesta arena um palco importante, agora quem deve planejar como será utilizado o estádio depois dos jogos da Copa é o governo do Estado.”
Após conhecer a Arena da Amazônia, a comitiva seguiu para Cuiabá/MT.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email