Comissão de sindicância vai apurar denúncias contra Paulinho

O corregedor da Câmara, Inocêncio Oliveira (PR-PE), disse que as denúncias envolvendo o deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP) em esquema de fraudes no BNDES são “muito graves”.

O corregedor da Câmara, Inocêncio Oliveira (PR-PE), disse que as denúncias envolvendo o deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP) em esquema de fraudes no BNDES são “muito graves”. Ele pretende instaurar uma comissão de sindicância para investigá-las.
O corregedor também pretende encaminhar o processo para o Conselho de Ética da Câmara se identificar a participação de Paulinho nas irregularidades.
“Cada vez mais complica a situação dele. Vamos pedir ao procurador-geral da República que mande tudo o que já tem sobre os parlamentares (acusados de envolvimento nas fraudes). Já tem outras coisas mais graves que envolvem outros políticos também”, disse.
Inocêncio pediu ao presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), a indicação de mais quatro parlamentares para a comissão de sindicância que vai apurar as denúncias contra Paulinho no âmbito da Corregedoria. “Isso é para que a gente possa, o mais rápido possível, dar um desfecho a esse caso”.
O corregedor fixou o prazo de cinco dias, contados a partir de quinta-feira, 08, para que Paulinho apresente ao órgão sua defesa nas acusações. Inocêncio garantiu que o prazo será cumprido “a risca”. “A partir daí nós poderemos, se já tivermos todos os ofícios enviados pela PGR instaurar a comissão de sindicância e formar a decisão sobre o caso”, afirmou.

Conselho
de Ética
Se a comissão encontrar indícios contra Paulinho, Inocêncio prometeu encaminhar de imediato as denúncias para o Conselho de Ética -que analisa a quebra de decoro parlamentar com a possibilidade de recomendar a cassação do deputado. O corregedor disse que o Conselho de Ética tem mais “estrutura” para investigar a fundo as denúncias que a Corregedoria. “Se chegarem documentos do procurador mostrando todos esses fatos, eu defendo que se mande logo para o Conselho de Ética que tem estrutura muito maior que a Corregedoria e pode fazer investigação mais profunda sobre o caso”.
Paulinho é acusado de participar de esquema de desvio de parte dos empréstimos concedidos pelo BNDES. O Ministério Público Federal aguarda cópias das investigações sobre a Operação Santa Tereza, da Polícia Federal, nas quais o deputado teve o nome envolvido nas investigações sobre o esquema de desvio de empréstimos. Se houver suspeitas contra o deputado, o procurador-geral da República deve optar pela abertura de inquérito para apurar as denúncias.
A Justiça Federal de São Paulo aceitou pedido do Ministério Público e deve enviar ao STF (Supremo Tribunal Federal) cópias dos autos da Operação Santa Tereza.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email