Comida di Buteco está de volta

Atenção, admiradores de um bom petisco, o concurso Comida di Buteco começa no final deste mês trazendo um pouco de vigor para o segmento de bares e restaurantes, um dos mais afetados com a pandemia. Mesmo aqueles proprietários que foram obrigados a fechar em definitivo seus estabelecimentos, podem investir num recomeço já que o concurso vai priorizar o delivery.

“Esse ano, devido a tudo que aconteceu, vamos fazer o concurso no sistema híbrido. Como nas edições anteriores os estabelecimentos irão receber o público e participar normalmente do concurso, cédulas, votação e avaliação, mas também teremos o incentivo do delivery, com a novidade do ‘Buteco em casa’, explicou Márcio Tavares, coordenador da Regional Norte do Comida di Buteco.

Após quatro adiamentos em função da pandemia, o concurso retorna no dia 30 de julho e segue até 29 de agosto, em sua 21ª edição, pela primeira vez em sua história, com foco no delivery.

Márcio lembrou que, desde o início do concurso, o objetivo sempre foi preservar e fazer evoluir os pequenos negócios familiares, os famosos ‘butecos’. Com a pandemia, esse propósito se tornou urgente.

“30% dos ‘butecos’ participantes do concurso em todo o Brasil tiveram suas portas fechadas. Muitos de forma irreversível, mas vários, quem sabe, possam reabrir em um momento pós-pandemia, impulsionados pelo Comida di Buteco”, adiantou.

Salve os butecos

“O que nós queremos é justamente isso, dar um alento a essa fatia do comércio. Visando isso, o concurso está incentivando a campanha ‘Salve os butecos’. Nosso objetivo no ‘Salve os Butecos’ é ajudar a gerar fluxo de caixa para estes estabelecimentos, de forma que eles possam se reerguer. Qualquer pessoa ou instituição pode participar: consumidores, empresas, veículos de comunicação. As doações podem ser em espécie; produtos, no caso de empresas que atendem diretamente os ‘butecos’; e espaços na mídia para divulgar a campanha. Nossa meta é arrecadar R$ 3 milhões entre julho e agosto e dividir igualmente entre os participantes do concurso. O acompanhamento das doações será através do ‘butecômetro’ no site comidadibuteco.com.br”, adiantou.

Diversos parceiros e entidades já estão se movimentando para que o retorno do Comida Di Buteco seja um sucesso, em Manaus, a Manauscult, e no Brasil, a Abrasel. O Instituto Chico Rei, a maior loja virtual de camisetas do país, desenvolverá e comercializará três modelos de camisetas para o evento e 10% do valor de cada camiseta será destinado ao ‘Salve os butecos’. A linha estará disponível na loja chicorei.com a partir de 1º de agosto.

“Tivemos bares que fecharam, bares que não conseguiram se reerguer e até casos de falecimento do proprietário. Com todas essas baixas vamos fazer o evento com bares e restaurantes que realmente estejam com força para realizar um belo evento”, afirmou.

Nesta 21ª edição, os consumidores poderão provar os petiscos solicitados não só através do delivery, mas buscando nos ‘butecos’, no formato ‘para levar’. Para isso, a organização do Comida di Buteco divulgará os telefones dos participantes no seu site para que o consumidor possa fazer o pedido, seja por telefone ou mensagem de WhatsApp.

Petiscos com raízes

Márcio alertou que os participantes estarão sujeitos às regras de funcionamento dos bares e restaurantes determinadas pelos governos municipais em cada cidade onde o concurso acontece. A orientação é que todos, para evitar fechamentos, cumpram rigorosamente as regras definidas e limitem o atendimento à capacidade permitida no estabelecimento.

“Fizemos vários esforços no sentido de poder realizar o concurso, dentre estes esforços, foi viabilizada uma parceria com a Tagme, plataforma que permite o agendamento de mesas e a digitalização dos cardápios, para que os ‘butequeiros’ possam planejar com segurança sua ida ao estabelecimento. Essa ferramenta está acessível através do site do Comida localizando o ‘buteco’ que o consumidor quer visitar em cada cidade. Desta maneira, naquele horário, a mesa reservada estará disponível de acordo com os critérios estabelecidos”, explicou.

Este ano o tema do evento será ‘Raízes’, batata, mandioquinha, beterraba, cenoura, são apenas alguns exemplos. Todos os ‘chefs’ irão desenvolver as receitas dos petiscos contendo uma ou mais raízes, com um preço fixo de R$ 27.

Na sua última edição, de 2019, o Comida di Buteco abrangeu 40 cidades, 650 ‘butecos’, recebeu 800.000 votos, vendeu 480.000 petiscos, gerou 7.500 empregos diretos, 8 milhões de pessoas foram impactadas, e 30 milhões alcançadas nas redes sociais.

Salve os butecos

Banco Santander 033

Agência: 1595

Conta número: 130023050

Comida di Buteco Produções Gastronômicas Ltda.

CNPJ: 06.204.569/0001-55

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email