Comércio projeta crescer até 9% na Páscoa

A pouco mais de uma semana da Páscoa, a expectativa do comércio amazonense é de crescimento das vendas de ovos de chocolate entre percentuais de 6% a 9%, comparado ao mesmo período do ano passado. A projeção da FCDL/AM (Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado do Amazonas) e da ACA (Associação Comercial do Amazonas), vem respaldada pela pesquisa de Intenção de Compra e Confiança do Consumidor de Manaus, divulgada ontem pela Fecomércio/AM (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Amazonas).
“Nossa perspectiva é de um aumento, principalmente porque depois do período de Carnaval a gente começa a deslanchar em vendas”, explicou o presidente da ACA, Gaetano Antonnacio. Segundo o presidente da FCDL/AM, Ralph Assayag, além das boas vendas, o comércio deve trazer boas notícias com relação ao vínculo empregatício. “Este ano, geramos cerca de 1.200 empregos temporários e, com o Dia das Mães, que é a próxima boa época paras as vendas, com certeza há a possibilidade de efetivação para aqueles que tiverem afinidade com a empresa”, comentou.
Na hora de optar por um local para as compras de Páscoa, o consumidor da pesquisa Fecomércio, em sua maioria, 58,2%, respondeu que realiza suas compras no Centro. Já 20,3% preferem fazer compras nos shoppings da cidade e 21,5% no comércio local. Para Assayag, a região central da cidade deverá concentrar grande parte das vendas em comparação aos shoppings, pois o fluxo diário de consumidores gira entre 45 mil a 50 mil pessoas. “O Centro traz um fluxo que nem a soma do movimentos de todos os shoppings deve superar”, destacou.

Gastos maiores

Na hora de gastar, a maioria não fará economia com os itens da Páscoa. De acordo com a pesquisa, 45,2% pretendem gastar entre R$ 51 e R$ 100, com mediana (50%) de R$ 63,10. Somente 39,1% declararam que pretendem gastar até R$ 50. Observou-se, ainda, que 0,6% dos consumidores entrevistados esperam gastar mais de R$ 300.
Gaetano Antonaccio considera que o crescimento na procura dos shoppings também contribuirá para que haja concorrência e quem ganha, lembra ele, é o consumidor. “Fiz minha própria pesquisa e fiquei admirado do preço do ovo de Páscoa não ter aumentado muito com relação ao ano passado, e isso atrai o consumidor”, declarou Antonaccio, acrescentando que fará uma visita às lojas nos shoppings para continuar avaliando preços.
Na pesquisa Fecomércio, 78,5% dos entrevistados consideraram os preços como um dos principais atrativos para fazer compras no Centro, seguidos da variedade de produtos (39,5%), variedade de lojas (37,3%) e promoção (31,8%). Já a localização (60,5%), variedade de produtos (25,6%), preços (10,5%), segurança (10,5%), variedade de lojas (3,5%) e promoção (1,2%), foram os fatores que levaram os consumidores a fazerem suas compras no comércio do bairro onde moram. Quem costuma fazer suas compras nos shoppings da cidade leva em consideração, principalmente, a climatização (69,1%), segurança (46,9%), estacionamento (17,3%), variedade de produtos (9,9%), variedade de lojas (7,4%), preços (4,9%) e localização com 4,8%.
A expectativa dos lojistas é que não devem faltar ovos de chocolate. Segundo a FCDL/AM, o varejo se preparou com a encomenda de 35 mil toneladas da guloseima para a comercialização, seis toneladas a mais que no ano passado, quando encomendou e comercializou 29 toneladas. Em razão disso, na hora da compra, o presidente da ACA recomenda que o consumidor seja precavido e não deixe para a última hora, sob pena de não adquirir o melhor. “É necessário as pessoas se anteciparem para não comprar ovos quebrados e com embalagens danificadas. Além disto, o que tenho percebido é que nos últimos dias o preço aumenta. Então, o consumidor precisa se precaver e ir logo as comprar para, inclusive, escolher com tranquilidade”, finalizou Antonaccio.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email