Comércio prepara liquidação e estima faturar 2,5% a mais este mês

Ela demorou, mas enfim chegou. Para quem estava louco pelos itens de desejo que não conseguiu ganhar de presente do Papai Noel, a hora é esta. A CDL Manaus (Câmara dos Dirigentes Lojistas) estima que nesta sexta-feira, 07, os comerciantes de Manaus anunciem as liquidações de início de ano. A estimativa é que o faturamento do comércio aumento em 2,5% em janeiro.
Um dos principais motivos pelo atraso das promoções, em relação ao ano passado, foi devido o levantamento de estoque do que será colocado a preço mais baixo.
O presidente da Câmara, Ralph Assayag, avalia que as liquidações começaram de forma tímida no início do ano devido ao grande volume de vendas em dezembro, o que deixou poucas peças no estoque do comércio.
“Para se fazer uma liquidação é necessário ver aquilo que se tem em estoque e muitos lojistas ainda estão se organizando para preparar as ofertas”, comentou.
Assayag também explicou que no ano passado as promoções começaram mais cedo devido o cenário de crise financeira, o que ocasionou poucas vendas.
Para tentar aumentar os cifrões nos caixas, o comércio local antecipou as liquidações. A meta é que os preços atrativos ajudem a alavancar o faturamento dos lojistas entre 2% e 2,5% a mais em confronto com janeiro do ano passado. Se a previsão for superada, a percentagem representará em torno de R$ 120 milhões para o comércio.
Durante esta semana, as ofertas ficaram quase que restritas às pequenas lojas de vestuário, calçados e acessórios femininos.
Um exemplo é a loja de roupas infantis Mulekada (localizada no Vieiralves, zona Centro-Sul) que disponibiliza peças com até 50% de desconto e a loja de vestuárioVia Sol (no Centro) que oferece roupas de marcas com valor até 70% mais barato.
Alguns grandes supermercados da capital aproveitaram a época e estenderam as promoções do Natal para janeiro. Para quem esperou até agora, pode pagar por um determinado item até 80% a menos indo a estes supermercados.
A tão sonhada TV de 46 polegadas de LED (do inglês, light-emitting diode) que antes valia R$ 4.599 sai agora a R$ 2.999.
A expectativa dos números quanto às liquidações não gira apenas para comerciantes. Há consumidores impacientes para que as promoções comecem logo. Muita gente deixa de comprar no Natal para abrir a carteira em janeiro, como no caso da líder de loja, Anne Michele.
“A liquidação é uma falta de respeito para nós mulheres. Neste mês a minha vontade de consumir é bem maior. Não há limites para gastar, eu sofro até a morte quando entro em loja com promoção”, risos.
Para o consultor Paolo Ramos, tanto homens quanto mulheres compram nos mesmos patamares, apesar de o conhecimento popular acreditar que o sexo feminino seja mais propício a gastar. “Na parte de confecções as mulheres compram mais, já quanto a oferta alimentícia os homens ficam a frente”, comentou.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email