Comércio deve ter início de ano fraco, aponta confederação nacional

As vendas do comércio devem ser mornas nos primeiros meses do ano. O início de 2012 será mais fraco e o setor só deve ter resultados melhores no fim do primeiro semestre, ao contrário do que ocorreu no ano passado. O desaquecimento do comércio obriga grandes redes e lojas a aumentarem o período de promoções e o valor dos descontos.
No Natal, as vendas do comércio ficaram abaixo do esperado, frustrando a maioria das apostas. A CNDL (Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas), por exemplo, previa uma alta de 8,8%, entretanto, as vendas cresceram 2,3%. Segundo o presidente da CNDL, Roque Pellizzaro Júnior, os descontos atuais de algumas redes estão bem agressivos. “Frustradas as expectativas para o Natal, sobraram saldos nos estoques”, disse. “Alguns setores estão com descontos de até 80%”, afirmou.
Para o economista Emilio Alfieri, da ACSP (Associação Comercial de São Paulo), as vendas serão mais fracas no início do ano, mas vão acelerar com a proximidade do fim do primeiro semestre, sobretudo, por causa de datas comemorativas como o Dia das Mães e dos Namorados. “A economia vai começar de maneira fraca e deve acelerar ao longo do ano, no fim do primeiro semestre”, disse Alfieri. Em dezembro, as vendas cresceram 2,1%, segundo da ACSP.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email