Comércio de usados registra crescimento de 51,8% em 2007

Na mesma tendência do comércio da carros novos, a venda de veículos usados no Estado de São Paulo bateu recorde e chegou a 1.606.422 negócios realizados, o que representa uma alta de 51,80% sobre 2006, segundo dados divulgados pela Assovesp (Associação dos Revendedores de Veículos Automotores do Estado de São Paulo).

Na prática, a forte alta nas vendas de carros zero quilômetro em 2007 influenciou a comercialização de usados e seminovos, já que o usado serve como entrada na aquisição de um modelo novo.

Em relação a financiamentos, porém, 2007 apresentou um aumento discreto em relação a 2006 -uma das explicações é justamente a facilidade em financiar um carro 0 km. A média anual de negócios financiados em 2007 foi de 72%, enquanto em 2006, a média anual foi de 71%. Já os prazos para pagamento do financiamento ficaram em 43 meses no ano passado, ante prazo médio igual a 37 em 2006. Sobre os preços, a Assovesp aponta que os veículos apresentaram uma desvalorização média acumulada igual a 3,02% -no ano de 2006, havia ficado em queda 1,01%.

A associação registrou ainda que a diferença entre os negócios de carros populares para os não populares cresceu em 2007, mesma tendência registrada entre os carros novos. Foram negociados, no ano passado, 1.136.634 carros com motor 1.0, contra 744.984 negócios com esse tipo de veículo em 2006, uma diferença de 52,57%.

Entre os carros novos, a venda de veículos com motor bicombustível representou 85,6% no mercado doméstico.

Em 2006, essa participação foi de 78,1%.

De acordo com a Assovesp, o mês de dezembro foi apenas “razoável” para as revendas. No último mês do ano foram registradas 161.061 vendas, um aumento de 1,26% em relação ao mês de novembro, quando foram realizados 159.050 negócios.

Em relação a dezembro de 2006, quando foram realizados 102.484 negócios, o setor apresentou resultado 57,16% maior em número de transações.

Dos 161.061 negócios, 69,6% (112.123) foram realizados com veículos de motor 1.0, registrando uma queda igual a 2,40% em relação ao registrado no mês anterior (114.883 negócios).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email