Há motivos para o Dr. Aras encontrar-se “incomodado” com a manifestação do Presidente Bolsonaro, uma vez que isto só ocorre com as pessoas de reputação ilibada. Se o ocorrido fosse com um político, este já estaria sendo cumprimentado por antecedência. Moral, caráter e ética são para quem possui e vem do berço, fruto da criação no seio da família. Bolsonaro ainda acabara de se manifestar perante inúmeras crianças e alguns jovens, ensinando o respeito a todos como fonte de educação, moral e disciplina. Só assim os jovens terão futuro e o País será respeitado aqui e no exterior.

Contrariando os poucos destruidores da democracia ou aqueles que proferem a palavra com o intuito de enganar os incautos, manipulando-os; há muito o que comemorar, inclusive desde quando LULA quisera controlar a mídia… é que os lulopetistas esquecem logo, devido terem memória curta. Infelizmente desde a posse de Bolsonaro deparamos com ataques diários à sua pessoa por parte da imprensa derrotada nas urnas, a qual até hoje presta um desserviço à Nação. Jornalistas agridem Bolsonaro na mídia escrita, falada e televisada 24 horas por dia, ora falseando a verdade, ora omitindo os fatos, além de inverter os valores. Perguntas afrontosas que passaram depois de um ano a ser desqualificadas, feitas por jornalistas denominados “pau mandado”, merecem o devido repúdio. Nunca houve procedimentos para deslegitimar jornalistas; estes é que se “venderam” para patrões e passaram a atacar governos e proteger desqualificados; esquecendo de seu verdadeiro objetivo que sempre fora pesquisar e bem informar. Mesmo diante deste cenário, temos o que comemorar: todos se manifestam livremente e muitos vergonhosamente ultrapassam os limites do decoro e do radicalismo… e quando recebem o mesmo tratamento se fazem de vítimas. Com Bolsonaro no poder se lembraram que devem fiscalizar o ESTADO; atitude inexistente no governo dos lulopetistas; tendo muitos órgãos adotado posturas ideológicas, bem distante da verdadeira democracia e do objetivo do jornalismo sadio.

Todos os brasileiros tem o direito de ir e vir, assim como o direito à liberdade de expressão, fundamentos da democracia. Ninguém será impedido de se expressar previamente, eis que inexiste a censura prévia; ato intolerável e próprio dos que agiam ¨manu militare”. Contudo, a liberdade de expressão tem limites, não podendo ferir a dignidade da pessoa humana, ou seja, caluniar, injuriar ou difamar alguém. Há, sim, muito o que comemorar. O que não se pode admitir é o radicalismo e o viés ideológico dos derrotados nas urnas que praticam um jornalismo covarde e abusivo; distanciando-se da pesquisa e da informação sadia fulcrada no respeito ao povo brasileiro.

*José Alfredo Ferreira de Andrade é escritor e ex-Conselheiro Federal da OAB/AM nos Triênios 2001/2003 e 2007/2009 – OAB/AM A-29  

Fonte: Alfredo Andrade

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email