23 de maio de 2022

Nem bem o ano iniciou e a mídia acostumada a mamar nas tetas do governo e derrotada nas urnas dá início à guerra contra Bolsonaro; pedindo seja o mesmo “extirpado do Brasil” (ISTO É). São dotados de má índole; nutrem o ódio e a má-fé em suas atitudes comportamentais. Ser leviano faz parte da rotina. Não se lembram da corrupção, das obras no exterior e da herança maldita deixada, onde só a dívida pública superava 4 bilhões de reais. Bolsonaro reduziu para 22 o número de ministérios e gerou animosidade com os dois presidentes ( Senado e Câmara) que adoravam distribuir cargos.

Enfim, enfrentou a  batalha da reforma da Presidência e foi sobrevivendo  ao confronto, inclusive com alguns Ministros do STF, comunistas, que a toda semana rasgavam a Constituição Federa. E, ainda, Temer lhe dera outro presente: déficit orçamentário para 2019 de 138 bilhões de reais. Vieram ainda as Ongs, que impedidas de surrupiar nossas riquezas também passaram a atacar o governo. Depois o problema do suposto vazamento de óleo de navio não fantasma, mas encomendado pelos comunistas traidores da pátria; o que fora constatado.

Com Bolsonaro e após três anos de governo para o povo e para a Nação deparamos com outro cenário como já é de conhecimento de todos, menos da mídia comunista. Assim, para que divulgar que a Taxa Selic caira cerca de 4%; que a Petrobrás, os Correios e o BNDS passaram a dar lucro; que o PIB crescera 1,1% mesmo com o litígio entre China e USA e a luta contra a PANDEMIA; nunca tendo sido paralizadas as obras, tendo o Ministro dos Transpoirtes   inaugurado cerca de 44 até 2021. Mas muito relevantes foram os 5 auxílios emergenciais no valor  de R$ 600,00 cada um; bem como os 3 de R$ 300,00 cada um, que custaram mais de 30 bilhões de reais, por mês. O pior cego é aquele que não quer ver, ou por falta de caráter ou por má-fé.

Sofrer ataques de Ministros que ignoram o povo e a Nação e engolir os desvios de verbas repassadas para governadores farão parte de uma história vergonhosa escrita pelo STF que ainda não decidira sobre “briga de galo”, mas já dissera se haverá ou não jogo de futebol. O mito, atacado diariamente, a tudo vem superando com o reconhecimento do povo, conforme comprovado pelas capítais que visita; onde fora recepcionado por multidões, sendo as últimas em Recife, Belém e Macapá.

E, neste ano de eleições teremos um Bolsonaro mais forte e com apoio redobrado devido as novas obras construídas que serão inauguradas. Liquidará o pleito no primeiro turno, desde que não seja roubado. E terá a seu favor as denúncias de corrupção nos governos petistas, como o ocorrido no complexo petroquímico de Itaborai (RJ) de cerca de R$ 40 bilhões ; além de seu apoio passar a crescer por ser cristão, pregar o instituto da família como a célula que gera o caráter do ser humano; diferenciando-o dos covardes e dos jornalistas inexpressivos cujo nível permanece no ostracismo de suas maledicências. 

Sócrates já dissera: “Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância”.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email