Com o avanço da pandemia, cresce a busca por serviços do Sebrae

Para o pequeno e médio empresário, a crise econômica instalada pelo coronavírus impôs a categoria alternativas para permanecer funcionando e manter o  faturamento dos negócios. Um levantamento realizado pelo Sebrae Nacional  indica que de janeiro a abril, mais 1,4 milhão de empreendedores já foram atendidos em 2020

De janeiro a abril deste ano, o Sebrae-AM realizou quase 30 mil atendimentos, entre presencial e remoto. Já entre os meses de março e abril, que sinalizavam a crise, foram mais de 22 mil suportes em atendimentos por meio do portal, dos cursos EAD, chat Fale com o Sebrae, da Central, do Whatsapp e consultoria online.

De acordo com a gerente da UAR (Unidade de Atendimento e Relacionamento) do Sebrae Amazonas, Helena Garcia, nesses canais os empreendedores terão acesso a vários conteúdos focados em diversas áreas.  Ainda conforme estudo realizado pelo Sebrae Nacional, no canal Fale Com o Sebrae, plataforma de atendimento via chat e e-mail,  apontou aumento de 118% no quadrimestre, em relação a 2019. Para se ter ideia, em abril deste ano foram mais de 18 mil atendimentos, contra 2.285 no mesmo mês do ano passado. Além disso, o portal traz conteúdos sobre as medidas do governo federal, legislação, acesso à crédito, orientações por segmento de atuação e cases de sucesso.

Para os micro, pequenos e médios empresários poderem se organizar, o Sebrae-AM, tem contribuído neste momento, sendo na forma presencial ou remota. “A nossa instituição tem como missão com propósito promover a realização do sonho do empreendedor. Promovendo o empreendedorismo sustentável por meio de conhecimento e inovação e a nossa visão é muito clara quando ela vem com um dos eixos estratégicos – focar em empreendedorismo transformador e ter um atendimento ágil dentro da eficiência operacional. Nós queremos ajudar o maior número de empresas e maior número de pessoa física que deseja montar o seu negócio e adequar-se dentro dessa realidade de mercado”, declara a gerente da UAR (Unidade de Atendimento e Relacionamento) do Sebrae Amazonas, Helena Garcia.

Em todo país, somente no mês de abril deste ano, mais de 450 mil donos de micro e pequenos negócios buscaram ajuda junto ao corpo técnico do Sebrae para esclarecer suas dúvidas. O número de sessões ativas de usuários cadastrados no portal do Sebrae também aumentou 150% em relação ao mês de a fevereiro, pré-pandemia. O site do Sebrae registrou 7,3 milhões de consultas de 4,5 milhões de usuários distintos.

Opinião

O analista de negócios do Sebrae-AM, Daniel Azevedo, afirma que 89% dos pequenos negócios estão sofrendo com a queda do faturamento. Destes,  quase 65% consegue alcançar mais que 50% do faturamento, porém tem que se preocupar com todos os custos para manter uma operação em funcionamento. “O governo colaborou com algumas questões como acesso ao crédito, redução de salários dos colaboradores entre outros, mas no final o empresário e a sociedade irá arcar com a conta, podemos esperar de certa forma queda de arrecadação de impostos em todas as esferas de governo, além do aumento da inadimplência de tributos. Negócios deverão fechar por conta dos empresários não conseguirem faturar o suficiente para honrar compromissos com fornecedores, aluguel  e não conseguirem acessar ao crédito”. 

Por outro lado, o analista acredita que uma pequena parcela, algo em torno de 5% está tendo oportunidade de acessar clientes e aumentar faturamento a partir a ampliação de canais de venda remoto.

“Os pequenos negócios que não buscarem se adaptar ao canais de vendas remotos, serão os mais atingidos. Os empresários devem usar este momento para fazer uma avaliação de seus modelos de negócios e buscar inovar, principalmente na forma de atender seu cliente e entregar seus produtos e serviços.

Consultorias grátis

Por meio da consultoria de inovação online, o Sebrae Amazonas está oferecendo acesso a serviços do Sebraetec Express na área de Design de Comunicação, 100% gratuitos para empreendedores divulgarem seus negócios.

Por conta da característica de ação emergencial, rápida e gratuita, essa ação é limitada a um atendimento por empresa que , nesse caso, poderá escolher até três serviços.

1 –  Arte para cartão de visita digital;

2 – Arte para postagem nas mídias sociais (1 padrão gráfico com 7 variações);

3 –  Arte para padronização de facebook;

4 – Arte para divulgação via whatsapp;

5 –  Arte para banner virtual;

6 – Arte de voucher para compras antecipadas;

7 – Arte de uniforme para delivery;

8 – Arte para etiqueta para embalagem delivery;

9 – Arte para cardápio virtual (até 10 produtos, sem imagens ou fotos, apenas com padrões gráficos seguido de lista de ofertas)

Já em consultorias em Gestão online totalmente grátis estão:

Financeira

Contábil/fiscal

Processos

Plano de Negócio

Acesso ao Crédito

Fonte: Andreia Leite

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email