Colheita de soja está encerrada no Nordeste e Sudeste

Com seus 6,4 milhões de hectares praticamente colhidos até o último dia 14, a colheita da safra 10/11 de soja, em Mato Grosso, encerrou mais uma temporada. Conforme levantamento do Imea (Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária), mais de 99% da área coberta está colhido, restando hectares pontuais nas regiões Nordeste e Sudeste.
Na comparação com o mesmo período do ano passado, há atraso de 0,6 pontos percentuais em relação ao ritmo empregado pelas máquinas na safra anterior. As chuvas fortes e constantes foram os principais obstáculos enfrentados pelos sojicultores estaduais neste ciclo.
A região Nordeste cultivou nesta safra 694 mil hectares (ha), volume concentrado principalmente em três municípios considerados importantes produtores da oleaginosa, como Querência, Canarana e Gaúcha do Norte. Conforme o Imea, a colheita atinge 96% da área, ou pouco mais de 666 mil ha.
A região Sudeste, com característica de concentrar o plantio tardio do Estado, por meio de variedades de ciclo longo, cultivou 1,5 milhão de hectares dos quais 98,5% foram colhidos. Restam nos principais polos produtores da região – Campo Verde, Primavera do Leste, Santo Antônio do Leste, Alto Garças, Alto Taquari, Jaciara e Juscimeira – pouco mais de 22 mil ha para ser colhidos.
Nas regiões Norte, Noroeste, Oeste, médio Norte e Centro-Sul, os trabalhos estão encerrados.
Apesar das chuvas em excesso, Mato Grosso colherá sua maior safra de soja – estimativa compartilhada por várias consultorias e analistas de mercado como Imea, Agroconsult, AgRural e o próprio Ministério da Agricultura – assim como terá a sua maior produtividade. Como explica o superintendente do Imea, Otávio Celidônio, a produção desta safra rompe a barreira de 20 milhões de toneladas, ante 18,8 milhões da safra passada (que até então era o recorde estadual). “A produção reflete o bom índice de produtividade, que fecha em 52,9 sacas por hectare, frente às 50 sacas da safra anterior, a 09/10”.
De acordo com dados da Agroconsult, que realizou mais uma etapa do Rally da Safra, a média nacional nesta safra também evoluiu em relação ao ciclo anterior, de 49 sacas para 50,3. Mato Grosso supera a média nacional. O Brasil deverá colher 72,69 milhões de toneladas, volume acima dos 68,97 milhões contabilizados no ano passado.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email