Codam confirma alta nos investimentos na ZFM

O Codam (Conselho de Desenvolvimento do Estado do Amazonas) analisa, nesta terça (27), em sua 287ª reunião, uma pauta de 33 projetos industriais para o PIM – sendo 14 de implantação, 15 de diversificação e quatro de atualização. As propostas preveem aporte global de R$ 869 milhões e abertura de 1.218 postos de trabalho, nos três primeiros anos de operação dos empreendimentos. 

A lista veio bem abaixo do registro da reunião anterior (R$ 4,569 bilhões), de 26 de agosto, que apontou recorde nos investimentos. Vale notar que esta veio vitaminada pelos projetos da Samsung (R$ 2,79 bilhões e 61,18%) e da Coimpa (R$ 1,25 bilhão), que responderam por 88,18% dos aportes globais previstos na ocasião. 

Caso a pauta de hoje seja inteiramente aprovada, os projetos do Codam devem acumular, neste ano, em torno de R$ 7,57 bilhões em capital, 123,30% a mais do que no mesmo período de 2019 (R$ 3,39 bilhões). Seria um crescimento bem mais significativo do que o registrado no CAS (Conselho de Administração da Suframa), que acumulou US$ 792.9 milhões (2020) contra US$ 785.6 milhões (2019), na mesma comparação, uma diferença de meros 0,93%.

O maior volume de investimentos listados para a reunião de hoje está concentrado nos 14 projetos de implantação elencados para o Polo Industrial de Manaus. Somadas, as iniciativas totalizam R$ 646 milhões, o equivalente a 42% de todas as injeções de capital previstas na nova pauta do Codam (R$ 869 milhões).

Um dos destaques vem da Compal Eletronics, empresa de Taiwan, que fabrica e desenvolve produtos no segmento de notebooks, monitores, tablets e televisores. A nova unidade do grupo no PIM será a segunda fora da Ásia – a primeira está localizada em Jundiaí (SP). O empreendimento deve demandar investimentos de R$ 353 milhões para a produção de placas de circuito impresso para bens de informática, além da contratação de 212 trabalhadores.

Outras propostas de implantação em evidência são as da Elgin Industrial da Amazônia, que planeja fabricar um pacote de produtos, incluindo terminal de captura de dados, balança eletrônica, aparelho de autenticação e monitores de vídeos, entre outros. A fabricante pretende investir pouco mais de R$ 82 milhões e abrir 70 novas vagas no mercado de trabalho, com as novas linhas de produção.

A lista de projetos de implantação inclui ainda as propostas da AC B Andrade Comércio de Produtos Alimentícios e Indústria de Pescados Eireli (mais de R$ 5,17 milhões para fabricação de hambúrguer de peixe e pescado beneficiado) e mais três iniciativas na área de alimentação, além de propostas para fabricação de luminárias e produtos do segmento termoplástico, entre outros.

Diversificação e interiorização

Em material divulgado por sua assessoria de comunicação, o titular da Sedecti (Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação), Jório Veiga, salientou que os novos projetos contidos na pauta do Codam são uma “clara demonstração” da confiança que os investidores depositam no PIM, especialmente quando se levam em conta as incertezas econômicas geradas pela pandemia da covid-19.

“O Amazonas continua sendo uma das melhores opções para os empreendedores, não só pela segurança jurídica e vantagens tributárias. Há também um grande esforço do governo estadual para garantir um bom ambiente de negócios a todos que escolhem o Estado, buscando melhores condições para prosperar”, resumiu o secretário, no texto da assessoria.

À reportagem do Jornal do Commercio, o secretário estadual destaca que o Codam já aprovou projetos importantes para o PIM neste ano, como o da Samsung, com “investimentos de alta monta”. Jório Veiga observa também uma tendência de migração de empresas de informática para o Polo Industrial de Manaus, o que também faz “grande diferença” para fortalecer a manufatura da Zona Franca de Manaus, além de criar condições para interiorizar o desenvolvimento econômico do Estado. 

“O exemplo maior dessa migração é a expansão das atividades da Compal no Amazonas, e não em São Paulo. Nossa expectativa é de mais crescimento e de mais investimentos no PIM, de forma a consolidar a cada dia esse modelo, que teve algumas boas decisões nestes últimos dias, como a solução para os Concentrados e melhor definição para aplicação dos recursos de P&D. E, ao crescermos no Polo Industrial, teremos mais recursos para investir e crescer também no interior”, afiançou. 

“Discrepância de pautas”

Já o presidente da Fieam (Federação das Indústrias do Estado do Amazonas), Antonio Silva, avalia que a diferença de proposições nas pautas do Codam e do CAS, sejam referentes a uma “eventual discrepância” entre ambas as instâncias, já que as empresas que pleiteiam os benefícios fiscais da ZFM precisam submeter seus projetos tanto ao governo do Estado, quanto à Sedecti (incentivos de ICMS), quanto à Suframa (tributos federais).

“Possivelmente, alguns desses projetos já foram submetidos ao CAS, em outro momento. Outros talvez ainda serão, pois não há, necessariamente, uma obrigação de submeter os projetos primeiramente a um ou outro. Ocorre, por vezes, o fato de a pauta de um ou de outro apresentar maior conteúdo. Com referência às nossas expectativas, como já afirmamos, são de otimismo e muito trabalho para superarmos todas as dificuldades e crescer em investimentos e empregos”, encerrou.

A penúltima reunião do Codam de 2020 acontecerá inteiramente de modo virtual, às 10h  desta terça (27). Para os conselheiros, o canal será a plataforma Teams. A todos os interessados, o evento será transmitido via canal da Sedecti, no Youtube.

A pauta do Conselho, na íntegra, pode ser acessada em: http://www.sedecti.am.gov.br/wp-content/uploads/2020/10/Pauta-da-287-Reuniao-Ordinaria-do-Codam.pdf.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email