Codam aprova projetos de R$ 914 milhões

Os 40 projetos de produção industrial aprovados durante a 262ª reunião do Codam (Conselho de Desenvolvimento do Estado do Amazonas) prometem dar fôlego ao PIM (Polo Industrial de Manaus). Na terceira reunião realizada este ano, os investimentos foram ampliados para R$ 914 milhões e aproximadamente 1.872 postos de trabalho serão colocados no mercado em até três anos com o desenvolvimento dos projetos.
Para o titular da Seplan-Cti (Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia), Thomaz Nogueira, os investimentos são considerados relevantes diante do cenário recessivo. “Mesmo com a crise conseguimos manter a esperança e trouxemos esses investimentos importantes como a gigante Pepsi, que também possui uma vasta linha de alimentos”, destaca.
Dentre os projetos aprovados na reunião do Conselho, estão da Semp Indústria e Comércio para a fabricação de TV em cores e display de LCD a um custo de R$ 245 milhões prevendo 410 novos empregos, e o da Positivo Informática para a produção de máquinas de transações comerciais de débito e crédito com valor de R$ 189 milhões e 246 postos de trabalho. “No polo de informática, a Positivo vem trazendo máquinas de contagem de cédulas e moedas para a expansão futura de produtos da área”, disse o secretário.
Também foi aprovado o projeto da Klabin S.A., que é atualmente a maior produtora e exportadora nacional de papel do país. A empresa pretende fabricar chapas de papelão ondulado, embalagens e artefatos de papelão com investimentos iniciais de R$ 46.7 milhões. Segundo a Seplan-Cti, o projeto é significativo porque sinaliza a intenção do conjunto da indústria de manter ou aumentar a produção nos próximos meses do ano.
De acordo com Nogueira, os novos investimentos na produção industrial representam o retorno da autoconfiança no modelo. “Esse quantitativo de projetos aprovados é expressivo, porque estamos no ápice da crise financeira no Brasil. Em comparação com o mesmo período de 2015, foram apenas 15 e na última reunião esse número foi de 21. Isso sinaliza que o modelo permanece atrativo e competitivo para os investidores”, afirma. Referente aos postos de trabalho dos projetos aprovados, o secretário finaliza que não estarão disponíveis no mercado de imediato.
O encontro ocorreu na sede da Fieam (Federação das Indústrias do Amazonas), nesta última quarta-feira (29) e contou ainda com a presença do Secretário de Estado de Fazenda, Afonso Lobo e da Superintendente da Zona Franca de Manaus, Rebecca Garcia.

Volume
Apesar da crise econômica que atinge o país, o calendário bimensal de reuniões apresenta maior volume de investimentos quando comparado ao mesmo período em 2015. Segundo a Codam em 2015 esse valor chegou a R$ 597 milhões e em 2014 foi de R$ 883 milhões.
“Em 2014, a pauta da reunião do Codam realizada em junho tinha 1.558 vagas, em 2015 1.235, abaixo dos 1.828 empregos previsto na nova pauta”, informa. Nas três reuniões do Conselho durante o ano, foram aprovados 112 projetos com investimentos que somam R$2.908 bilhões, gerando mais de 4.200 empregos.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email