CNT propõe plano de logística para o transporte brasileiro

ACNT ( Confederação Nacional do Transporte) lança nesta quarta-feira, no auditório do edifício Camilo Cola, em Brasília, o PLB (Plano de Logística para o Brasil), resultado de estudos técnicos da entidade.
O PLB, conforme explicou o presidente da CNT, Clésio Andrade, “consiste no conjunto de projetos de construções, adequações e recuperações da infra-estrutura de transporte no Brasil”.
O plano reúne projetos em nove eixos estruturantes e ligações complementares, propondo uma rede viária ideal que objetiva aumentar a integração dos sistemas de transporte do país por meio das conexões entre as diferentes modalidades, possibilitando maior desempenho e menores custos na movimentação de cargas e passageiros. Ao todo são 497 projetos que contemplam todas as modalidades de transportes.
A proposta dos transportadores para o setor de infra-estrutura será encaminhada ao governo federal, aos governadores, ao Congresso, ao meio acadêmico e disponibilizado à sociedade, apontando os locais em que há necessidade de intervenção para solucionar os gargalos estruturais da malha nacional de transporte.

Investimentos futuros

Clésio Andrade classificou o plano como “audacioso”. Os estudos feitos pela CNT, com base na série de pesquisas que a entidade faz em todos os modais, apontam para a necessidade –em valores atuais– de investimentos da ordem de R$ 223,8 bilhões, montante que, disse acreditar o presidente da confederação, deverá ser investido ao longo das próximas décadas.
“Com a estrutura que nosso estudo aponta, o Brasil estaria em pé de igualdade com os países do Primeiro Mundo”, assegurou Clésio Andrade, acrescentando que o PLB servirá de base para que os governos planejem as obras que forem implementar.
Na pauta do PLB estão incluídas a construção de 10 mil quilômetros de ferrovias; duplicação de 14 mil quilômetros de rodovias; construção de 54 terminais intermodais; construção de dois aeroportos e construção de 350 quilômetros de linhas de metrô.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email