Clientes são atraídos por cartões próprios

As lojas de eletroeletrônicos de Manaus disponibilizam aos clientes cartões de crédito da própria loja, que entram na inadimplência por serem submetidos a taxas de juros de 0,43% a 0,53% ao dia, além de multa mensal. Os clientes são atraídos pelas facilidades de apresentarem basicamente os documentos pessoais, de residência e comprovação de renda.
Algumas redes de lojas oferecem cartões até mesmo com a opção de ter bandeira. Perguntados os atendentes dos estabelecimentos não especificam as taxas de juros, alegando que cada cliente tem uma de acordo com a aprovação do cartão relacionada à renda. Conforme pesquisa no SPC (Serviço de Proteção ao Crédito), em Manaus, 180 mil pessoas estão inadimplentes, nas bandeiras Visa e Mastercard.
Na Bemol, assim como na TV Lar os juros diários são de 0,43%. Na Bemol, esta percentagem fica diferente passado o prazo de 180 dias (seis meses), quando os juros diários passam a ser cobrados em 0,10%. A esta se soma multa de 2% ao mês em cima da parcela atrasada.
Na TV Lar, a oferta de cartão não é tão simples quanto em outros estabelecimentos. Para solicitar o cartão, a rede exige que o cliente tenha feito compras anteriormente e, para isso, apresente ao menos dois carnês liquidados.
Mais elevado que as de outras marcas, o cartão da rede varejista Carrefour, que também comercializa equipamentos eletroeletrônicos, oferece algumas opções ao cliente. A adesão de cartão pode ser o “convencional da loja” ou ter as bandeiras Visa e Mastercard.
Para ambos não variam as taxas de juros aplicadas aos inadimplentes, conforme o atendente. Sobre as contas atrasadas no cartão de crédito do estabelecimento são aplicados juros diários de 0,53%. Sobre a parcela do mês não quitada o estabelecimento ainda cobra a mesma percentagem de multa de 2%.
No caso de uma parcela atrasada de R$100, o usuário terá a cobrança de R$ 2 de multa mensal e ainda R$ 0,53 ao dia. Então, no mínimo, a dívida a ser paga será de R$102,53. Mas ainda fica faltando somar um valor independente do atraso.
Para o uso do cartão Carrefour ainda é cobrada a chamada “taxa administrativa”. Por mês em que são realizadas compras, são mais R$ 3,99.
A marca atribui como benefícios aos usuários do cartão da rede a compra de eletroeletrônicos em maiores quantidades de parcelas sem juros.
Outra grande rede em Manaus, a City Lar oferece ao cliente o cartão da loja com a administradora Credicard, somente na bandeira Visa. O atendente da loja não informa as taxas atribuindo à administradora a análise do cliente e a escolha das taxas de juros.

Cartões com bandeiras

A reportagem entrou em contato com o SAC (Serviço de Atendimento ao Cliente) da Credicard que não soube especificar qual a taxa de juros para as lojas de Manaus.
São vários os planos oferecidos para a bandeira administrada pela Credicard. As percentagens de juros aplicadas aos devedores também variam nos planos. O atendente da administradora forneceu taxas específicas de três planos.
As taxas de juros mensais para parcelamento no plano Platinum podem ser de até 6,95%. No plano Gold a taxa pode alcançar 11,5% ao mês. Ainda há distinção para os cartões de uso em todo o país que agregam taxas maiores. O plano nacional tem taxa de 11,11% ao mês.
No site da administradora está a ressalva para os clientes dos planos que não foi informada por telefone. A exigência de renda mínima de R$7 mil para o primeiro e de R$3 mil para o segundo plano, enquanto para o de maior taxa de juros dentre os três, é para o cliente de menor renda.

Economista afirma que taxas de cartões de lojas são mais flexíveis

Entre ser devedor de cartão só de loja e cartão de crédito com bandeira, para o presidente do Corecon-AM (Conselho Regional de Economia), Erivaldo Lopes do Vale, o melhor é escolher pela loja local. Pode ser que as cobranças sejam mais fáceis de negociação enquanto as administradoras impõem taxas pesadas de juros.
Em pequenas compras, Sheila Passos, assistente administrativa, acha que os juros não são tão pesados na loja da marca Bemol. “Eu sempre vou lá e compro CDs. Da última vez vi que faltava pouco para ter que pagar duas faturas juntas, então, atrasei a primeira em 12 dias e paguei menos de R$2 de atraso. Pelo preço, ia dar mais trabalho ir ao Centro duas vezes”, comenta.

Inadimplência nos cartões

Segundo o presidente da FCDL/AM (Federação das Câmaras e Dirigentes Lojistas do Amazonas), Ralph Assayag, os usuários dos cartões de lojas são inscritos no SPC como consumidor comum, diferentemente de inadimplência no cartão de crédito.
Conforme dado divulgado pelo Banco Central, o índice de inadimplência das operações de crédito de pessoa física no país em fevereiro subiu em 5,8%.

Altos juros

De acordo com a pesquisa da Anefac (Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade), em fevereiro, os juros dos cartões de crédito ficaram em média a 10,69% ao mês (238,30% ao ano), enquanto o empréstimo pessoal bancário foi de 4,65%, e o feito nas financeiras ficou em 9,44% ao mês.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email