City Tour em ônibus panorâmico

Para celebrar o Dia Mundial do Turismo comemorado no dia 27 de setembro, os dois ônibus turísticos de propriedade da Amazonastur, cada um com 70 lugares, climatizados e de dois andares com um teto panorâmico, serão entregues à empresa KF Transportes e Turismo, do empresário Eder Lima de Oliveira que ira operacionalizar as rotas turísticas na cidade de Manaus a partir do dia 28 de setembro. Selando a parceria entre governo e iniciativa privada como acontece em todo o país.

O acesso ao City Tour será para os moradores de Manaus e turistas que poderão passear por vários pontos turísticos históricos e contemporâneos mais famosos da capital, como o Teatro Amazonas, Ponta Negra e Ponte Rio Negro. Por cerca de dois anos esses passeios foram suspensos em função das condições importas pelo órgão estadual de turismo. Agora com a retomada pela empresa privada o público aguarda pelo serviço totalmente legalizado. Ela destaca que, com o fim do prazo da concessão onerosa para a iniciativa privada, gestões anteriores tentaram disponibilizar o city tour de forma gratuita, o que não acontece em nenhum lugar do mundo.

“Com isso, a Amazonastur estava concorrendo de forma direta com as agências que prestavam esse serviço e tendo um custo muito alto para a manutenção dos ônibus. Achamos importante a parceria com a iniciativa privada e, acima de tudo, precisamos oferecer um serviço de qualidade à população e aos nossos visitantes”, destaca a presidente do órgão, Roselene Medeiros.

Segundo o diretor da empresa responsável pelo serviço, as tarifas aplicadas serão bem acessíveis. Estudantes pagarão R$ 20. Residentes no Amazonas pagarão R$ 40, e turistas nacionais e estrangeiros, R$ 80. Devido à pandemia de Covid-19, enquanto durarem as medidas restritivas determinadas pelas autoridades de Vigilância em Saúde, a ocupação dos ônibus será de 50% da capacidade máxima.

Das três concorrências públicas, nenhuma empresa se manifestou, permitindo à KF Transportes Turismo a contratação por meio de dispensa de licitação. Após a celebração do contrato que tem duração de cinco anos, a KF começa a organiza as rotas turísticas regulares, e pagará parcelas mensais de R$ 2 mil e o repasse para a Amazonastur  de 10% do faturamento mensal.

Gestão Financeira para o Turismo Amazônico

Um dos pilares que sustentam um negócio turístico é a Gestão Financeira. O projeto Turismo Transforma é uma iniciativa do Sebrae cujo objetivo é repensar o futuro do turismo no Amazonas, buscando soluções estratégicas para transformar as diversas empresas que o compõe, principalmente no turismo de base comunitária (TBC). As áreas de atuação fora do mercado de Manaus, serão Tumbira, Acajatuba e Santa Helena que estão dentro da Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Rio Negro (RDS). O evento acontecerá nos dias 16, 21, 23 e 28 de setembro de 19hs às 20hs,

O município turístico de Novo Airão tem acesso por estrada ou pelo exuberante Rio Negro, e faz parte Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Rio Negro, uma Unidade de Conservação (UC) estadual. As unidades de conservação são áreas protegidas que possuem características naturais relevantes, sendo consideradas importantes para conservação. Estas são instituídas pelo poder público com limites definidos e estão sujeitas a um regime especial de gestão para que possa atingir seus objetivos de criação, para além, assegurar às populações tradicionais o uso sustentável de seus recursos.

Além dessas comunidades o projeto vai atender também o publico de Manaus com capacitações on-line e ao final do ano realizará uma sessão de negócios com os operadores locais e as comunidades, onde essas comunidades possam mostrar aos operadores seus atrativos e seus serviços e consequentemente fazer negócios. Daí em diante esses operadores poderão dispor em suas prateleiras seus produtos alternativos do turismo de base comunitária.

As capacitações on-line vão atender como foco principal os municípios de Manaus, Presidente Figueiredo, Novo Ayrão, além de Parintins, Tefé e Manacapuru.

Ate o final de dezembro de 2020 o Sebrae estará disponibilizando um leque com várias ações que vão possibilitar rodas de negócios entre operadores e comunidades através de consultorias para mercado, finanças, e a criação de um site vitrine para cada comunidade, juntamente com o formato das adequações vigentes quanto aos protocolos de segurança para o turismo.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email