Chez Les Rois luta para seguir na ativa

Nunca, em décadas recentes, a hotelaria mundial sofreu tanto quanto no último ano, como consequência da pandemia. Do hotel mais sofisticado, à pousada com estrutura simples, todos sentiram igualmente a falta de hóspedes. Lentamente a pandemia está passando, mas não sem ter promovido mudanças nesse segmento de mercado, que chegaram para ficar, como menos contato físico e mais foco no lado humano, por exemplo.

Este ano a pousada Chez Les Rois, no bairro N. Sra. das Graças, completará 19 anos e só agora volta a receber hóspedes nas mesmas quantidades que sempre recebeu.

“Nos piores momentos ficamos sem nenhum hóspede por dias, principalmente os grupos de estrangeiros que, costumeiramente, se hospedam aqui, mas os salários e as contas tínhamos que pagar”, lembrou o turismólogo Mauro Vieira, proprietário da pousada.

Mas o Chez Les Rois, a casa dos reis, não perdeu a majestade e volta a ter hóspedes circulando pelos seus espaços aconchegantes.

O prédio da pousada já existe há 40 anos. Construído, em 1980, por Miguel Rocha da Silva, pai de Mauro, por mais de 20 anos foi residência da família. Miguel Rocha, então, tinha uma agência de turismo, por isso não foi problema transfigurar a casa em pousada, inicialmente administrada pela irmã de Mauro, Márcia, que ficou à frente do empreendimento por dois anos antes dele assumir.

“A casa tinha cinco quartos, mas foi sofrendo adaptações até chegar ao formato atual, hoje, com dez suítes. Espaços foram sendo alterados e surgiu o Chez Les Rois”, contou.

Histórias de Miguel

A pousada é praticamente a única, nesses moldes, naquela região de Manaus, ideal para quem deseja passar instantes de tranquilidade. Na recepção já se tem essa ideia, pois logo ao lado existe a sala de estar onde os hóspedes podem interagir e mesmo assistir televisão fora de suas suítes. Além do sofá e poltronas estilo anos de 1930, um móvel chama a atenção nesta sala: um tronco escavado, transformado em porta-revistas, mandado construir por Miguel Rocha.

Sala de estar com sofá e poltronas estilo 1930 FOto: Divulgação

Além da pousada, Miguel tem uma rica história no segmento turístico baré. Quando o oceanógrafo Jacques Cousteau realizou a expedição Amazônia, entre os anos de 1982 e 1983, um de seus barcos apoiou a equipe do francês. A expedição Amazônia foi a maior incursão científica documentada na região até aquele momento; em 2001 Miguel acompanhou o neozelandês Peter Blake, considerado o maior velejador do mundo, em sua expedição pela Amazônia. Naquele mesmo ano o velejador foi assassinado por piratas, no Amapá; também esteve junto, em 2007, do nadador esloveno em sua travessia a nado do Peru a Belém, num trajeto de 5.000 km; e atuou ao lado de equipes da BBC na realização de documentários na região. A especialidade de Miguel é organizar passeios de barco pelos rios da Amazônia.

“Voltando à pousada, um dos hóspedes mais ilustres que tivemos aqui no Chez Les Rois foi o fotógrafo Pedro Martinelli que, desde 1994, dedica-se a fotografar o homem da Amazônia. Mas sempre recebemos pessoas de renome nacional e internacional que preferem ficar no anonimato”, esclareceu Mauro.

Seguindo as tendências         

Restaurante preparado para receber amigos ou casais apaixonados Foto: Divulgação

No passeio pelos espaços e salas da pousada, uma pequena biblioteca disponibiliza livros amazônicos para os hóspedes.

Mais adiante, o restaurante, ao lado da piscina, com visão para esta, onde o destaque é uma cascata construída com pedras. O café da manhã e as refeições também podem ser servidos numa área externa, no mesmo ambiente.

Além dos hóspedes, qualquer pessoa pode contratar os serviços de café da manhã, almoço ou jantar, para grupos de, no mínimo, seis pessoas, ou jantares especiais para casais preparados pelo próprio Mauro.

“Eu mesmo preparo o cardápio, ao gosto do cliente. O objetivo nosso é que o hóspede, ou o visitante, viva bons momentos em nossas dependências. Somos uma pousada localizada num dos melhores bairros da cidade, cercada por bares e restaurantes nos mais variados segmentos, além da proximidade com grandes shoppings”, lembrou.

Mauro é o responsável pelo cardápio da pousada Foto: Divulgação

Voltando à questão das novas tendências para a hotelaria, Mauro adiantou que o Chez Les Rois já se enquadra na principal delas, que é a preferência dos viajantes por menores espaços de hospedagem, que recebem menos pessoas e o risco de uma eventual contaminação é quase inexistente.

Como antes, pessoas no mundo inteiro querem continuar a viajar, mas agora buscam por hotéis e pousadas que possam oferecer total segurança aos seus hóspedes. Se não tiverem essa segurança na casa do rei, onde mais terão?

O Chez Les Rois está localizado na rua Pérola Negra, 01 – N. Sra. das Graças. Informações: 9 8144-0836. Site e redes sociais: Chez Les Rois.

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email