Cheques sem fundo fecha com alta de 1,6%

O volume de cheques devolvidos a cada mil compensados, em todo o território nacional, aumentou no primeiro bimestre de 2008, em relação ao mesmo período de 2007. No acumulado de janeiro e fevereiro deste ano foram devolvidos 19,3 cheques, por falta de fundos, a cada mil compensados, enquanto no início de 2007 foram 19,0 cheques devolvidos por mil, o que significou um crescimento de 1,6% no período.
O Amazonas responde por 29,8% do montante de cheques que se encontram nessa situação; Rondônia vem em seguida com 29,7% das devoluções.
De acordo com o Indicador Serasa de Cheques sem Fundos, foram devolvidos, nos dois primeiros meses deste ano, 4,66 milhões de cheques em todo o país, dentre 242,35 milhões de cheques compensados. No acumulado de janeiro e fevereiro de 2007, foram 5,01 milhões de devoluções de um total de 263,05 milhões de cheques compensados.
O aumento nos cheques sem fundos também foi registrado em fevereiro deste ano. Na comparação com fevereiro de 2007, houve um crescimento de 1% no volume de cheques devolvidos a cada mil compensados, sendo que no segundo mês de 2008, foram devolvidos, por insuficiência de fundos, 19,5 cheques por mil, e em fevereiro do ano passado, 19,3.
Houve um total de 113,96 milhões de cheques compensados no segundo mês deste ano, dos quais 2,22 milhões devolvidos duas vezes por insuficiência de fundos, no país. Os cheques compensados em fevereiro de 2007 totalizaram 121,09 milhões, e os devolvidos por falta de fundos foram 2,34 milhões.
Em relação a janeiro de 2008 (mês anterior), quando foram devolvidos 19,0 cheques por falta de fundos a cada mil compensados, houve um acréscimo de 2,6% nas devoluções. Em janeiro foram compensados 128,38 milhões de cheques e devolvidos 2,44 milhões.
Acúmulo de dívidas gerou aumentou na inadimplência com cheques Segundo os técnicos da Serasa, a inadimplência com cheques subiu devido ao maior endividamento do consumidor, que vem parcelando suas compras com pré-datados, em prazos mais longos, desde o Dia das Crianças de 2007.
Em 2008, o acúmulo de dívidas e as pressões das despesas sazonais de início de ano (IPVA, IPTU etc) impactaram o orçamento do consumidor acima do verificado no mesmo período do ano passado.
Por outro lado, a expansão da concessão de crédito via cheque pré-datado tem sido menos criteriosa, por parte de empresas do varejo não organizadas financeiramente, o que também contribuiu para o aumento da inadimplência.
Os indicadores de cheques sem fundos serão influenciados favoravelmente com a prática do cadastro positivo sobre o crédito. Essa nova metodologia possibilitará o estabelecimento de políticas mais adequadas aos diversos tomadores de crédito, o que significará maior segurança nessas transações e, portanto, redução de custos e ampliação de recursos e abrangência, tanto para pessoa física quanto para pessoa jurídica.
A Serasa, uma empresa do grupo Experian, é considerada a maior do Brasil em pesquisas, informações e análises econômico-financeiras para apoiar decisões de crédito e negócios e referência mundial no segmento.
Participa ativamente no respaldo às decisões de crédito e de negócios tomadas em todo o Brasil, facilitando aproximadamente 4 milhões de negócios por dia, para mais de 400 mil clientes diretos ou indiretos.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email