Cerca de 16 mil cestas básicas são adquiridas para doação a famílias de baixa renda

A Prefeitura de Manaus adquiriu 16.432 cestas básicas por meio do Paif (Programa de Atenção Integral da Família) em parceria com o governo federal para serem doadas às famílias de baixa renda atendidas nas 45 unidades da Semasc (Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania) entre Cras (Centros de Referência da Assistência Social) e Casas do Cidadão.
De acordo com o secretário Joaquim Lucena, os R$ 2.464.931, ou R$ 89,15 por cesta básica, utilizados para compra dos ranchos são recursos provenientes do MDS (Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome). Quando nós assumimos esse programa ele estava iniciando. Nós só ampliamos, assim como foi feito com o Bolsa Família, que pegamos com 15 mil famílias e hoje temos 124 mil famílias beneficiadas, diz Lucena.
O Paif, criado em 2004 pela portaria 78 do MDS (Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome), visa fortalecer os vínculos familiares e comunitários a partir de ações de acolhida socialização e convivência. Conforme a assistente social da Semasc, Débora de Jesus, nas unidades da Semasc são articuladas as ações preventivas (sócio-educativas e de capacitação) e imediatas (doação de cestas básicas).

Desenvolvendo
a estratégia

Nós desenvolvemos a estratégia de atendimento às necessidades imediatas das famílias em situação de vulnerabilidade econômica e social com doação de cestas básicas, mas nem todas as famílias têm as mesmas necessidades, disse Débora.
Segundo Lucena, em 2005 o Programa de Assistência Social estava sendo instituído, mas ainda não contava, por exemplo, com o corpo técnico multiprofissional (assistentes sociais e psicólogos) que faz as visitas domiciliares para verificar a situação das famílias e conforme a necessidade realiza o cadastramento delas.
As famílias que recebem as cestas básicas são acompanhadas, quinzenalmente, por assistentes sociais e psicólogos. Conforme o diagnóstico do técnico elas continuam recebendo ou não. Mas muitas outras recebem outros atendimentos, como capacitação através dos 140 cursos disponibilizados pelos Cras e Casas do Cidadão.
De acordo com Débora de Jesus, por semana os 13 Cras recebem 465 cestas básicas que são doadas às famílias em situação de risco economico. Apenas os Cras possuem os técnicos, que são os assistentes sociais e psicólogos, mas eles prestam atendimento também nas Casas do Cidadão, afirma a assistente.

Cursos
e atendimentos

No ano passado, as unidades da Semasc fizeram 230.882 atendimentos entre cursos e atendimentos. Desse total, 58.194 famílias foram atendidas com a doação de cestas básicas. Os dados dos atendimentos deste ano ainda não foram sistematizados pela Semasc.
Segundo Débora, os relatórios do Paif são repassados trimestralmente para MDS e só no final de março ou início de abril ela poderá repassar o número de famílias atendidas em 2008.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email