Cenário externo puxa Bovespa, que fecha em alta de 1,9% a 54.908 pontos

A cena externa mais uma vez favoreceu a Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo), que finalizou o pregão em território positivo.
O Ibovespa, principal indicador da Bolsa brasileira, encerrou o pregão em alta de 1,90%, 54.908 pontos. O volume financeiro foi de R$ 3,94 bilhões.
A taxa de risco-país marca 199 pontos, número 3,86% inferior à pontuação final de ontem. Operadores notam a forte atuação dos investidores estrangeiros, em busca de ativos de maior liquidez. Especialistas afirmam que os estrangeiros giram o mercado em trocas de posição, saindo de ações de segunda linha para as chamadas “blue-chips” (ações mais negociadas).
A bolsa brasileira valorizou no penúltimo pregão da semana, vinculada ao desempenho positivo da Bolsa de Nova York, sua principal referência externa, que teve alta de 1% no fechamento. Nos EUA, os investidores receberam positivamente a notícia de que o número total de pedidos de auxílio-desemprego -319 mil na semana encerrada no dia 8- ficou abaixo do previsto por analistas.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email