Celulares podem ser prejudiciais a saúde

Hoje em dia, esses pequenos aparelhos não têm mais apenas as funções básicas de telefones. Praticamente tudo está inserido dentro desses pequenos objetos dos quais nos tornamos reféns: internet, e-mails, redes sociais, sites de busca, etc., e dos quais estamos cada vez mais dependentes.
Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o Brasil terminou o ano de 2010 com um total de 202,94 milhões de aparelhos, apresentando um aumento de 16,66% em relação ao ano anterior. Ainda de acordo com esse levantamento, até mesmo a quantidade e duração das chamadas tem aumentado.
Dentro deste contexto, como fica a saúde dos seus usuários? Diversos estudos neurológicos buscam respostas sobre a relação entre o uso excessivo de celulares e o câncer. De forma geral, tem-se que os celulares emitem um tipo de radiação eletromagnética (radiofrequência), que pode ser de dois tipos: ionizante e não-ionizante. Os celulares emitem este segundo tipo e, de acordo com a Organização Munidal da Saúde (OMS), não há, até o momento, evidências de que essa radiação leva à doença.
Apesar disso, estudos realizados na Universidade de Yale e no Instituto Nacional do Câncer, ambos nos Estados Unidos (EUA), apontam que o uso desmedido de aparelhos celulares pode aumentar o nível de glicose no cérebro e atingir os tecidos cerebrais no mesmo lado da cabeça, prejudicando atividades neuronais e apresentando alterações no metabolismo, além de um aumento da temperatura do corpo, mesmo que pouco considerável.
Enquanto os estudos científicos não chegam a nenhuma resposta conclusiva sobre o tema, o Instituto Nacional do Câncer (EUA) já sugere que os consumidores reduzam o tempo das ligações telefônicas via celular, e o tempo em geral dispensado para usá-lo. Além disso, o uso de fones de ouvido ou no modo viva-voz, são indicados para afastar o aparelho dos tecidos cerebrais.

Neutralizando as radiações

Com a mesma preocupação, a Ionvita lançou no mercado brasileiro o IONIX, um dispositivo autoadesivo composto à base de turmalina, capaz de neutralizar a radiação emitida quando os aparelhos celulares estão ligados. Além disso, o dispositivo garante maior durabilidade do aparelho, pois o princípio de neutralização da energia garante que haja uma redução significativa da perda de energia em forma de calor. Ou seja, o celular passa a aquecer menos e sua bateria alcança um desempenho eficiente por mais tempo.
Os bloqueadores de radiação IONIX foram testados e aprovados pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e pelo Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPQD) no teste SAR (Specifc Absorption Rate), recomendado pela Anatel. Com garantia de cinco anos de uso contínuo, o Ionix está disponível para compra online, através do site: www.ionix.com.br

Projeto para crianças segurança na internet

O Mundo do Sítio lança o projeto NET para crianças em parceria com a NET e a MetLife. Com hotsite próprio (www.internetparacrianças.com.br), pretende orientar as pessoas ao mostrar caminhos seguros e divertidos na internet por meio de cartilhas, vinhetas, infográficos, jogos e atividades lúdicas.
A ideia surgiu em meados de 2011 quando o consultor pedagógico do Mundo do Sítio, o educador Marcelo Cunha Bueno, sugeriu que a marca criasse materiais de orientação sobre o uso da internet. O projeto montado gerou interesse da NET e as primeiras peças entraram no ar em outubro de 2012.

Download

Nesta primeira etapa, foi lançado o hotsite NET para crianças, além de oito vinhetas veiculadas no canal 37 da NET e um novo jogo no Mundo do Sítio, intitulado Reino Conectado da NET – que concentra ainda diversas outras atividades relacionadas ao tema. No site é possível fazer download de três cartilhas: uma para o público infantil, outra para educadores e uma terceira para os pais ou responsáveis pelas crianças. O material pretende mostrar uma forma divertida de como evitar crimes virtuais, cyberbulling e outros inconvenientes que possam surgir no mundo digital. Em breve as cartilhas e vinhetas estarão disponíveis para iPhone, iPad e Android.

Aplicativo

A segunda etapa colocou no ar um aplicativo para o Facebook e infográficos animados. Pelo aplicativo são traçados oito perfis de comportamento. Aqueles que responderem ao questionário saberão qual é o seu perfil e terão acesso a dicas e conselhos de como utilizar a rede com segurança.
“É nosso primeiro projeto desse tamanho e esperamos que seja um sucesso”, afirma Simone Coelho, redatora da marca. Ela diz que as crianças já estão respondendo de forma positiva ao material no blog do Mundo do Sítio.
“A segurança na internet é um assunto pertinente a todos que acessam a rede e, através desta parceria com a Editora Globo e a MetLife, conseguimos atingir um público amplo por meio das crianças. Como empresa que fornece o serviço de acesso a internet, faz todo sentido a NET oferecer este tipo de informação”, aponta Carlos Araújo, diretor de Novos Negócios da NET.
O projeto, fruto da parceria entre NET, Metlife e Mundo do Sítio, tem caráter inovador e visa abraçar os três pilares da educação brasileira com respeito, conteúdo de qualidade e confiança.
Para conhecer melhor o projeto, acesse o hotsite www.netparacriancas.com.br.

Mundo do Sítio

O Mundo do Sítio é um site especialmente preparado para crianças. Nele, elas se divertem de forma segura e saudável. São mais de 30 jogos e atividades que estimulam o raciocínio infantil, seja com os conceitos matemáticos ou com os games de estratégia. Todas as atrações do site são baseadas na obra de Monteiro Lobato e direcionadas para crianças de 5 a 12 anos.
Além de criar um ambiente virtual divertido, o Mundo do Sítio investe em educação. É o primeiro mundo virtual brasileiro a ter uma seção pedagógica exclusiva. Tem jogos educativos que reforçam o conteúdo ensinado em sala de aula, o museu interativo, que conta a história de Lobato, o pai da literatura infanto-juvenil nacional, e a Biblioteca do Visconde, uma estante virtual com recursos modernos.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email