Casarão difunde ideia de ampliar a solidariedade

Dia 4 de abril era para ser uma data alegre e festiva no Casarão de Idéias pela comemoração dos dez anos de funcionamento do espaço mas, devido à pandemia e à quarentena, as portas do local permaneceram fechadas sem as conversas no café e as sessões no Cine Casarão, onde o manauara já se acostumou a ver filmes como se via antigamente, no Centro da cidade, antes dos cinemas dos shoppings.

Felizmente, poucos dias depois, o belo casarão secular localizado na rua Barroso voltou a ser um espaço de energias positivas quando seu diretor, João Fernandes, e alguns colaboradores começaram a produzir 500 face shields (escudos de rosto), aquelas máscaras transparentes de dupla proteção extremamente seguras, que evitam o contato com gotículas, salivas e fluidos nasais que possam atingir o rosto, o nariz, a boca e os olhos e permite conversar de forma clara sem interferir na voz. É indicada para profissionais da saúde, mas pode ser usada também por pessoas comuns, que buscam total proteção do rosto.

“Temos uma parceria com o ‘Espaço MeViro’, de Brasília. Eles perguntaram se nós tínhamos interesse em montar e distribuir face shields, em Manaus. Eles estão produzindo esses EPIs e mandando para instituições interessadas em recebê-las, montá-las e distribuí-las”, falou João Fernandes.

“Lógico que nos interessamos. É uma forma de dar nossa contribuição no combate ao coronavírus”, completou.

João reuniu seis colaboradores, montou uma pequena linha de produção e quando as peças dos face shields chegaram no sábado, 25, eles começaram o trabalho.

500 face shields

“Esse EPI tem quatro peças, recebidas separadamente. Nosso trabalho foi montar as face shields enquanto, pelas redes sociais, pedimos que as pessoas indicassem para onde deveríamos enviá-las, e muita gente indicou”, disse.

No mesmo dia 25 a equipe do Casarão começou a montar os EPIs e quando foi na terça-feira, 28, estavam prontas todas as 500 unidades.

“No dia 30, quinta-feira passada, começamos a distribuição para quase 30 instituições. No começo queríamos distribuir apenas para hospitais públicos, mas depois vimos que havia mais gente necessitando como os funcionários do Teatro Amazonas, que estão recebendo doações para a classe artística; Abrigo Nacer, que cuida de crianças; a Cruz Vermelha; a Fundação Allan Kardec; o Lar das Marias, a Associação de Mulheres Ribeirinhas Casa de Sara, a Associação Pequeno Nazareno, entre outras ONGs que ajudam muita gente praticamente sem recursos”, listou.

Em menos de uma semana todas as face shields foram distribuídas para a finalidade a que se destinam.

“Continuamos aqui, dispostos a dar nossa contribuição para a cidade. Se o ‘Espaço MeViro’ voltar a nos pedir apoio, claro que estaremos prontos para servir”, adiantou.

Agora João e seus colaboradores aguardam o fim da quarentena para que o Casarão de Idéias volte a funcionar. De acordo com o decreto publicado pelo governador Wilson Lima, no dia 30 passado, restaurantes, bares, cafés, padarias e fast-food para consumo no local, podem reabrir no próximo dia 21, quinta-feira, seguindo todos os critérios de higienização e poucas pessoas no espaço. Neste caso já se enquadra o café do Casarão. Já o cinema terá que esperar um pouco mais, até o dia 29 de junho, quando cinemas estarão liberados.

“Vamos reabrir aos poucos, observando o fim da pandemia, e quando ela passar de vez, voltaremos a abrir com toda a plenitude, como temos feito nestes dez anos de funcionamento, e de sucesso, do Casarão”, afirmou.

Casarão de Idéias

O Casarão de Idéias é uma associação cultural sem fins lucrativos cuja finalidade é a promoção da cultura, defesa e conservação do patrimônio histórico e artístico de Manaus. Reúne em seu interior: o Cine Casarão, com cadeiras originais de cinemas antigos, iluminação, sonorização e tela próprios para cinema, e exibe apenas filmes de arte; o Cine Café, com três paixões do brasileiro: café, cinema e leitura, pensado para o cliente aguardar a sessão de cinema começar degustando um cardápio com diversos cheiros e sabores. Já a loja colaborativa agrega diversos negócios expostos num único espaço, dando oportunidade para pequenos empreendedores mostrarem seu trabalho.

MeViro

A MeViro é uma organização sem fins lucrativos que utiliza o trabalho em colaboração e a força do movimento ‘faça-você-mesmo’ para construir e compartilhar soluções e tecnologias assistivas a fim de melhorar a vida de pessoas com deficiência.

O trabalho da ONG consiste em conectar pessoas que gostam de construir soluções com suas próprias mãos e pessoas com deficiência, em atividades ‘mão-na-massa’, onde, juntos, construam projetos de inclusão e acessibilidade. Ao final, tudo que for criado nessas atividades é compartilhado de maneira gratuita na plataforma da MeViro.

A ONG realiza oficinas de co-criação e workshops onde conecta pessoas com e sem deficiência para construírem projetos voltados para inclusão e acessibilidade. Além das oficinas abertas ao público, também oferecem suas oficinas para escolas, empresas e outras instituições. E ainda compartilham gratuitamente dezenas de soluções ‘faça-você-mesmo’ para pessoas com deficiência, com o passo a passo e instruções de como construir. Algumas das soluções compartilhadas pela MeViro foram criadas em suas próprias oficinas.  

Fonte: Evaldo Ferreira

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email