Casal da Renascer pega 140 dias de reclusão

Os fundadores da Igreja Renascer em Cristo, apóstolo Estevam Hernandes Filho, 53, e sua mulher, bispa Sônia Haddad Moraes Hernandes, 48, foram condenados pela Justiça americana a 140 dias de reclusão, mais cinco meses de prisão domiciliar e mais dois anos de liberdade condicional.
Estevam vai começar a cumprir o período de reclusão a partir desta segunda-feira. Já Sônia começou desde sexta-feira, a cumprir prisão domiciliar. O juiz americano Federico Moreno decidiu dessa forma para que um possa cuidar da família enquanto o outro estiver cumprindo o período de reclusão. Além disso, a Justiça decidiu que cada um deverá pagar uma multa de US$ 30 mil. Durante o anúncio da sentença, o casal pediu, chorando, “misericórdia” por diversas vezes. Estevam e Sônia são acusados pelos crimes de conspiração para contrabando de dinheiro e contrabando de dinheiro.
Em junho, eles haviam feito um acordo com a Promotoria do Distrito Sul da Flórida para se declararem culpados em troca de uma sentença mais branda -a pena prevista para cada um dos delitos é de cinco anos de prisão e multa de até US$ 250 mil.
Ao confessar, Estevam e Sônia abriram mão do direito de ir a júri popular e de recorrer do veredicto. Foram considerados como atenuantes, pelo juiz Federico Moreno, o fato de os réus terem admitido a culpa e a sua demonstração de arrependimento.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email