6 de dezembro de 2021

CAS avalia pauta de R$ 7,9 bilhões em reunião em Porto Velho

O Conselho de Administração da Suframa avalia, nesta quinta (21), uma pauta com 31 projetos industriais e de serviços, que somam R$ 7,95 bilhões em investimentos totais no Polo Industrial de Manaus. As propostas avaliadas na 300ª Reunião Ordinária do CAS são de implantação (12) e também de atualização, diversificação ou ampliação (19), e preveem geração de 1.409 novos postos de trabalho na área de atuação da Superintendência da Zona Franca de Manaus, ao longo dos próximos três anos.

Esta é a quinta reunião do CAS no ano e vem com uma quantidade semelhante de projetos em relação ao encontro anterior (32). Dada a predominância de projetos de larga escala e maior uso de tecnologia, o volume de investimentos é maior na mesma comparação (R$ 1,80 bilhão), embora o número de empregos seja menor – 1.409 contra 2.057. Como de costume, a pauta é extensa e diversa, incluindo linhas de produção de artefatos de joalheria, veículos de duas rodas, termoplásticos, componentes eletrônicos e de informática, embalagens, alimentos e artigos eletroeletrônicos, entre outros.

Os principais destaques, conforme a Suframa, vêm de iniciativas de ampliação e diversificação, envolvendo a Samsung Eletrônica da Amazônia Ltda, a Voltz Motors da Amazônia Ltda, e a Britânia Componentes Eletrônicos Ltda. A fabricante coreana comparece com projeto para suas linhas de produção de telefone celular digital, com expectativa de investir R$ 7 bilhões e gerar 376 empregos. A Britânia aposta na sua divisão de dispositivos de cristal líquido para televisores e monitores de vídeo, com 100 novos empregos e injeção de capital de R$ 245 milhões. A Voltz, por sua vez, está injetando R$ 54 milhões para produzir motocicletas elétricas e deve abrir 218 vagas.

Caso a íntegra da pauta ganhe o aval dos conselheiros, a Suframa terá dado sinal verde a uma cifra próxima a R$ 15,75 bilhões em investimentos, alocados em 189 projetos, com estimativa abertura de 9.270 novos empregos. Para efeito de comparação, nas cinco reuniões realizadas no acumulado dos dez primeiros meses de 2020, o Conselho de Administração da Suframa referendou 132 projetos, totalizando aproximadamente R$ 4,21 bilhões em aportes de capital e abertura de 6.771 vagas no mercado de trabalho da capital amazonense.

Consolidação e diversificação

As lideranças do PIM consultadas pela reportagem do Jornal do Commercio foram unânimes em apontar que a nova rodada do CAS é um elemento que confirma a força da ZFM, a despeito das dificuldades. Também salientaram que os projetos listados denotam um movimento de consolidação e diversificação no Polo Industrial de Manaus Para o presidente da Eletros (Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos), José Jorge do Nascimento Junior, os novos aportes e empregos reafirmam o entendimento de que o modelo econômico de Manaus merece ser fortalecido, além de poder contar com “maior segurança e previsibilidade”. 

“Enquanto o país sofre com toda a instabilidade, a ZFM passa ao largo disso, ratificando investimentos e com os empresários acreditando. É algo extremamente positivo e espero que seja um ponto de atenção para o Executivo federal, e para o Congresso Nacional, quando tratar de reforma Tributária, e de alíquotas de IPI. Não podemos desconstruir todo esse parque tecnológico e industrial que temos na Zona Franca, e que vem se consolidando. Mesmo em ano de crise, superamos os 100 mil empregos e faturamento recorde de R$ 100 bilhões”, frisou.

Para o presidente da Eletros, o destaque é a consolidação da Samsung, que “finca raízes” na Zona Franca como a maior indústria do segmento, ampliando ainda mais os seus negócios. “Isso é bom para o Amazonas. Espero que os poderes públicos estejam acompanhando e valorizando este grande movimento, e que outras empresas estejam seguindo esse caminho. Já a Philco/ Britânia passa a ser a primeira empresa nacional a fabricar dispositivos de cristal líquido, fazendo alto investimento para isso. Hoje, apenas a LG e a Samsung fazem isso”, comemorou.

Já o presidente da Fieam (Federação das Indústrias do Estado do Amazonas), Antonio Silva, considera que é importante, primeiramente, ressaltar o trabalho da autarquia federal em levar a Suframa para os outros Estados de sua área de abrangência, na Amazônia Ocidental. O dirigente lembra que, desde 2018, a reunião não era realizada fora da capital amazonense e avalia que a iniciativa de retomar as reuniões itinerantes é um fator fundamental para posicionar a superintendência como ente indutor do desenvolvimento regional.

“Em relação aos números da reunião, resta claro a solidez do nosso modelo. Dos 31 projetos, 12 são de implantação, um dado importante e que deve ser destacado. O projeto da Samsung, de ampliação da linha de telefones celulares, representa um investimento da ordem de R$ 7 bilhões e projeção de quase 400 novos postos de trabalho. O da Voltz, para fabricação de motocicletas elétricas, também denota a importância do segmento de duas rodas para o nosso modelo, com investimentos de R$ 54 milhões e expectativa de geração de 218 novos postos de trabalho”, listou.

Reuniões itinerantes

Em texto divulgado pela assessoria de imprensa da Suframa, o superintendente da autarquia, Algacir Polsin, salientou a “representatividade” e a “qualidade” do teor da pauta de projetos a ser analisada pelos conselheiros, embora tenha preferido não entrar em detalhes. O superintendente enalteceu, no entanto, o fato de que o CAS estar retomando o calendário de reuniões itinerantes em toda a área de atuação da Superintendência da Zona Franca de Manaus – como reflexo do arrefecimento da pandemia. 

“Esta é a nossa primeira reunião presencial fora de Manaus, desde outubro de 2018. O último encontro itinerante havia ocorrido justamente em Porto Velho, durante a reunião ordinária de número 285. Então, é uma satisfação para a Suframa, e também para os membros do Conselho, poder se fazer presentes nas diversas localidades da área de abrangência do modelo ZFM. Isso contribui, sem dúvidas, para levar a extrafiscalidade da Zona Franca de Manaus aos demais Estados da área de atuação da autarquia, como forma de promoção do desenvolvimento regional”, encerrou.

A 300ª Reunião Ordinária do CAS será realizada a partir das 10h (horário de Brasília) de hoje, no auditório do Golden Plaza Hotel, em Porto Velho (RO). Será presidida pelo secretário especial de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos Da Costa, e contará também com a participação do titular da Suframa, Algacir Polsin, do governador do Amazonas, Wilson Lima, do governador de Rondônia, Marcos Rocha, e do prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, além da presença de demais representantes de órgãos governamentais, dirigentes de entidades de classe e parlamentares. O evento será realizado na modalidade híbrida e poderá ser acompanhado em tempo real no canal oficial da Suframa no YouTube (http://www.youtube.com/suframanews). 

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email