Cartilha de Sinésio orienta candidatos e eleitores

O deputado Sinésio Campos (PT), líder do governo na Assembléia Legislativa, apresentou da tribuna a cartilha denominada (Eleições 2008 – Campanha sem Complicação) com o objetivo de orientar os candidatos e a sociedade como um todo sobre o que é permitido e o que é proibido na campanha eleitoral em curso.
A cartilha, segundo Sinésio, explica todo o processo, que vai desde as convenções eleitorais, desembocando nos processos de impugnações, passando pelo calendário eleitoral e chegando a orientações lúdicas no que diz respeito à utilização racional dos bônus eleitorais
O guia prático visa subsidiar os candidatos e candidatas aos cargos majoritários e proporcionais sobre as normas que disciplinam as eleições de 2008. Segundo Si-nésio, são informações que a Justiça Eleitoral disponibiliza sobre a legislação eleitoral contidas na Constituição Federal e no Código Eleitoral na forma de resoluções e leis complementares.
No entanto, explica o líder petista, este guia não pode ser considerado o único meio de consulta, visto que existem outras fontes que devem ser observadas para melhor respaldar os procedimentos de campanha. De acordo com o líder do governo, a iniciativa se deu a partir de reivindicações de candidatos do interior do Estado, diante da dificuldade de acesso às informações sobre procedimentos que disciplinam um pleito eleitoral de forma sistematizada. Com isso, o deputado espera que o guia prático do candidato -que tem uma linguagem acessível e de fácil compreensão-, possa contribuir na campanha dos postulantes a cargos eletivos nas eleições do dia 05 de outubro. O objetivo da cartilha é auxiliar na construção da plataforma de campanha do candidato ao longo do pleito, com informações sobre itens da legislação eleitoral como propaganda, arrecadação e aplicação de recursos financeiros, prestação de contas dentre outros aspectos.
“Para que a campanha possa produzir os resultados desejados são importantes o planejamento e a observação de regras básicas da legislação eleitoral”, assinalou Sinésio Campos. Para ele, cada campanha é única e terá seu próprio ritmo e divisão em fases. Divisão que inclui organizar tarefas e desafios sob a forma de metas a serem cumpridas em vários momentos.
Assim, o encadeamento das fases assegura a cumulatividade dos resultados e a campanha assemelha-se a uma construção, em que os alicerces vêm antes das paredes e estas antes do telhado. Organização que deve se pautar pela responsabilidade social e ética.Sinésio salienta que além de esclarecer dúvidas de candidatos e dirigentes partidários, o guia também tem a finalidade de ser um instrumento de orientação e formação política a outros segmentos como estudantes, sindicalistas, professores, trabalhadores urbanos e do campo, indígenas, negros, mestiços, mulheres, em fim a todos os cidadãos.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email