Carreira profissional gerenciada

A decisão sobre o sucesso ou fracasso na carreira é uma responsabilidade de cada profissional. Não podemos tentar culpar ninguém se algo de errado ou mesmo não esperado ocorre em nossa trajetória profissional. Precisamos estar atentos aos momentos, necessidades e fatos. Gerenciar nossa carreira deve ser sempre com uma visão empreendedora independente se somos patrões ou empregados.
A história nos tem mostrado que os melhores profissionais sempre possuem habilidades e competências para o cargo que desenvolvem. Os que gerenciam a carreira de modo proativo possuem maestria pessoal, criam modelos mentais próprios, buscam a visão compartilhada, trabalham um aprendizado em equipe e sempre pensam de modo sistêmico, facilitando com tudo isso a busca do sucesso profissional que é uma conseqüência deste bom gerenciamento.
A visão empreendedora é responsável pela observância das oportunidades. A proatividade é algo que realmente faz a diferença em todos os momentos da organização evitando a reatividade tão prejudicial para todos. A mestria pessoal é uma necessidade pelo fato de vivermos em comunidade. As empresas exigem, hoje, profissionais empreendedores proativos, pois a era de não se planejar as dificuldades, deixar acontecer e tentar resolver (reatividade) já não é mais aceita.
A vontade de vencer vem sempre acompanhada da proatividade, assim, quando vemos um profissional de sucesso, certamente, este buscou e continua buscando dirigir e administrar de fato o rumo ao sucesso sem esperar necessariamente que uma outra pessoa diga o que ele precisa fazer, ao contrario, este tipo de profissional dá idéias, possui habilidade no trato com as pessoas e busca novas idéias e debates sobre temas importantes para o sucesso de todos.
Desenvolver conceitos é algo que começa a ser trabalhado nas organizações. Vivemos um longo período de simplesmente fazer sem realizar a devida critica em relação aos projetos e ordens. O momento atual busca um equilíbrio em relação ao que deve ser feito e como deve ser feito, e aqui, entra, ou deveria entrar a participação do profissional que realmente gerencia sua carreira, pois é momento de participar com suas opiniões, idéias criando modelos mentais para enriquecer projetos de atos e fatos reais que poderão ser feitos com grande sucesso para as organizações.
A visão compartilhada e sistêmica deste profissional evita erros básicos, facilita a busca de soluções para problemas que podem ocorrer durante um processo realizando planos contingenciais e cria um aprendizado em equipe que estará sendo compartilhado com todos os funcionários e colaboradores de uma organização facilitando com isso o crescimento profissional das pessoas envolvidas que decidiram participar ativamente de todo o processo.
Certamente, o gerenciamento ideal de nossa carreira não possui um passo a passo escrito. Cabe a cada um criar e trilhar seu próprio caminho, se mal planejado iremos para o fracasso e se bem planejado caminharemos para o sucesso. Todos os dias poderemos nos deparar com situações diferentes, todavia, precisamos estar preparados a fim de que tais novidades não sejam surpresas desagradáveis, trazedoras de prejuízos para nós e nossa organização.
A consciência que as pessoas devem fazer parte do processo é necessária, mas não podemos imaginar que todas as pessoas serão capazes de acertar sempre, por isso há a necessidade de ter habilidade no trato com as pessoas, ter uma visão compartilhada e sistêmica e buscar um equilíbrio profissional, pois somente assim poderemos escolher em nossa carreira se seremos o motorista estando na direção dos acontecimentos ou o passageiro que estará apenas apreciando.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email