Carijó recebe kombeiros e pede fim das hostilidades

Um acordo informal para evitar os protestos que fecham ruas, e pôr fim às hostilidades entre agentes de trânsito e kombeiros, foi selado ontem, às 13 horas, numa reunião do presidente da Câmara Municipal de Manaus, Luis Alberto Carijó (PTB), com os representantes dos cerca de 70 motoristas de kombis-lotação da zona Norte que compareceram ao parlamento para reclamar da proibição de continuarem transportando passageiros.
Aconselhados por Carijó a evitarem manifestações que prejudicam a cidade em troca da reabertura do diálogo com o poder público, os motoristas se comprometeram a parar com o fechamento de ruas e a esperar uma reunião onde a questão das kombis-lotação será debatida com o Executivo, que proibiu a atividade na zona Norte da cidade.
De acordo com Carijó, o diálogo precisa ser retomado, mas para isso é necessário que os kombeiros desistam de causar tumultos nas vias públicas. “O caso é que todo mundo faz o que quer e da forma como bem entende, e é preciso encontrar o equilíbrio nas ações, sem ocorrerem excessos nem de um lado nem de outro”, recomendou o presidente da CMM.
Carijó deixou claro que não apóia atos que tumultuem a vida da cidade e dos cidadãos, como o fechamento de ruas, mas também não aprova excessos de agentes de trânsito e da Guarda Municipal, que agem para fazer cumprir o decreto que proibiu as kombis-lotação.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email